Bandeira laranja na região é confirmada por mapa definitivo

Três regiões do estado estão em bandeira amarela

Por
· 2 min de leitura
As regiões de Bagé, Palmeira das Missões e Pelotas passaram para bandeira amarela (Imagem: Divulgação)As regiões de Bagé, Palmeira das Missões e Pelotas passaram para bandeira amarela (Imagem: Divulgação)
As regiões de Bagé, Palmeira das Missões e Pelotas passaram para bandeira amarela (Imagem: Divulgação)

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O mapa definitivo da 23ª semana do modelo de Distanciamento Controlado, divulgado nesta segunda-feira (12), confirmou a classificação da região de Passo Fundo em bandeira laranja. Esta é a quarta semana consecutiva que a região é classificada em risco médio. A vigência das bandeiras da 23ª rodada termina às 23h59 de segunda-feira (19/10).

A região de Passo Fundo segue adotando os protocolos da bandeira laranja determinados pelo estado, conforme protocolo de cogestão aprovado pela região e pelo governo estadual. Para adotar medidas de bandeira amarela, é preciso que envie protocolos próprios para aprovação do governo. A Secretaria de Comunicação Social de Passo Fundo, questionada sobre atualizações ou previsão de adoção de protocolos da bandeira amarela, informou que não há novidades sobre o assunto.

Indicadores

Passo Fundo não tem nenhum indicador em bandeira preta nesta semana. Os dados analisados são do período de 02 a 08 de outubro. Dois indicadores específicos da região estão em bandeira vermelha: número de hospitalizações confirmadas para COVID-19 nos últimos sete dias por 100 mil habitantes e projeção de óbitos para o período de uma semana para cada 100 mil habitantes.

Outros dois indicadores específicos ficaram em bandeira amarela: a razão de hospitalizações confirmadas para COVID-19 nos últimos sete dias por hospitalizações confirmadas para COVID-19 registradas nos sete dias anteriores e a razão de ativos na última semana por recuperados nos 50 dias anteriores ao início da semana.

Estado

O Estado recebeu apenas um pedido de reconsideração ao mapa preliminar da 23ª rodada do Distanciamento Controlado. O pedido era de Três Arroios para passar de bandeira laranja para amarela, no entanto o pedido foi negado.

Pela primeira vez desde o fim de junho, o Rio Grande do Sul volta a ter regiões classificadas em bandeira amarela. As regiões de Bagé, Palmeira das Missões e Pelotas são as três que apresentaram melhora e passaram para bandeira amarela. As outras 18 regiões seguem classificadas como bandeira laranja.

Em todo o Estado, se verificou uma estabilidade ou melhora na maioria dos indicadores monitorados pelo Distanciamento Controlado, como registros de novas hospitalizações (-29%) e óbitos (-7%). Houve estabilidade no número de internados por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) ou por Covid-19 em UTIs e um leve aumento nos internados com Covid-19 em leito clínico.

Mesmo contabilizando pacientes internados por outras causas, os números apontam leve queda na quantidade de UTIs ocupadas. A manutenção do total de leitos de UTI se traduziu em leve aumento na razão de leitos livres para cada ocupado por Covid-19.

A melhora de indicadores tem sido verificada nas últimas três rodadas. Na 21ª, todas as 21 regiões foram classificadas em laranja, e na 22ª, somente a região Covid de Santa Maria ficou em bandeira vermelha. A 23ª rodada, por sua vez, traz três regiões em bandeira amarela e 18 em bandeira laranja. 

Notícia atualizada às 17h03

Gostou? Compartilhe