Estudantes fazem ação para auxiliar a Liga Feminina de Combate ao Câncer

Através do sistema de de drive-thru, os alunos doaram brinquedos e produtos de higiene pessoal à entidade

Por
· 1 min de leitura
(Foto: Divulgação/Notre Dame)(Foto: Divulgação/Notre Dame)
(Foto: Divulgação/Notre Dame)
Você prefere ouvir essa matéria?

A tradicional venda de camisetas alusivas ao movimento global “Outubro Rosa”, realizado pela Rede de Educação Notre Dame, com o objetivo de obter recursos para a Liga Feminina de Combate ao Câncer, teve de ser substituída por outra ação em função da pandemia do novo coronavírus.

Diante da suspensão das atividades escolares presenciais, bem como da necessidade de evitar aglomerações, em 2020, a iniciativa foi inteiramente adaptada. A contribuição financeira cedeu espaço à arrecadação de brinquedos em bom estado de conservação e produtos de higiene pessoal. A programação informativa também  foi substituída por um bate-papo virtual com a jornalista Alice Bastos Neves, no qual a apresentadora da RBS TV revisitou a recente batalha contra o câncer de mama.

Com o envolvimento das crianças matriculadas em toda a Educação Infantil e, também, nos anos iniciais do Ensino Fundamental, mais de 700 brinquedos foram arrecadados na ação em sistema drive-thru.

Graças ao gesto solidário, do qual participaram crianças matriculadas em toda a Educação Infantil e, também, nos anos iniciais do Ensino Fundamental, mais de 700 brinquedos, além de centenas de itens de higiene pessoal, foram arrecadados. A ação também lembrou o Dia das Crianças e o Dia do Professor. “São parcerias como esta que engrandecem nossa comunidade”, disse a presidente da Liga Patricia Machado.


Entidade

Fundada em 1975, com o compromisso de mobilizar a comunidade para o trabalho assistencial e informar sobre a prevenção à doença, a Liga Feminina de Combate ao Câncer de Passo Fundo também auxilia aqueles que passam por tratamento, visando ter restabelecida a sua saúde. Para isso, mantém o Centro Assistencial à Criança com Câncer – Morena Benvegnú, que oferece acolhimento ou hospedagem, alimentação e medicamentos a pacientes oriundos de mais de 70 municípios da região, além dos residentes na cidade onde está localizada. Ao todo, mais de 300 adultos e crianças são assistidos pela instituição beneficente.



Gostou? Compartilhe