Pedido de reconsideração de Passo Fundo é aceito e região entra no segundo mês em bandeira laranja

A taxa de ocupação de leitos foi decisiva para a reconsideração

Por
· 2 min de leitura
Sete regiões do estado estão em bandeira vermelha (Imagem: Divulgação)Sete regiões do estado estão em bandeira vermelha (Imagem: Divulgação)
Sete regiões do estado estão em bandeira vermelha (Imagem: Divulgação)
Você prefere ouvir essa matéria?

O Gabinete de Crise aceitou nesta segunda-feira (16) o pedido de reconsideração da região Covid de Passo Fundo. A região foi classificada na sexta-feira (13) em bandeira vermelha no mapa preliminar da 28ª semana do Distanciamento Controlado. A cidade está prestes a completar dois meses em bandeira laranja, classificada em risco médio desde 19 de setembro.

“Em Passo Fundo, o recurso foi aceito porque a região tem taxa de ocupação de leitos de UTI abaixo de 80% (79,4%) e de leitos SUS abaixo de 66,9%”, de acordo com a nota do estado.

Indicadores

Os dados analisados são referentes a semana entre de 06 e 12 de novembro. A nota técnica, que justifica a classificação preliminar em bandeira vermelha, destaca a elevada quantidade de novas hospitalizações em proporção da população, indicador que ficou em bandeira preta. Houve elevação nos registros de hospitalizações para Covid-19 nos últimos 7 dias, que passaram de 63 para 66 registros nesta semana, crescimento de 5%. 

A região tinha 34 pessoas em UTI por Covid-19, na semana anterior eram 29, e 49 ocupando leitos intensivos por SRAG, aumento de 12 pacientes. Na quinta-feira (12/11), Passo Fundo reunia 60 pessoas infectadas pelo vírus em leitos clínicos, enquanto na semana anterior eram 52. A cidade segue entre as regiões com maior número de novos registros de hospitalizações nos últimos sete dias, por local de residência do paciente, com 66 internações, atrás apenas de Porto Alegre (231) e Caxias do Sul (111).

A região foi classificada em bandeira vermelha no indicador de projeção de óbitos. Com o registro de 9 mortes nos últimos sete dias, houve aumento de 350% em relação ao registrado na semana anterior.

Os indicadores do número de hospitalizações por Covid-19 nos últimos sete dias e do estágio de evolução da doença obtiveram bandeiras amarela e laranja, respectivamente. No caso do indicador de Ativos sobre Recuperados, a região registrou 811 ativos para 2.061 recuperados.

Protocolos

Ainda na sexta-feira (13), a Prefeitura de Passo Fundo informou que Passo Fundo seguiria com protocolos de bandeira laranja, mesmo se a bandeira vermelha tivesse se confirmado. A região é adepta ao sistema de cogestão, que permite aos municípios adotarem regras da bandeira anterior. Apesar disso, a cidade não chegou a solicitar a adoção de protocolos de bandeira amarela.

Mudança

A partir de agora, uma semana em bandeira vermelha não é suficiente para que escolas já abertas interrompam as atividades. Será necessário que a região ingresse na segunda semana consecutiva em bandeira vermelha para que as escolas não possam abrir em uma região ou, se já abertas, devam fechar. E quando a região retomar a classificação de laranja e amarela, as aulas presenciais podem ser retomadas imediatamente naquela semana.

Estado

O Gabinete de Crise aceitou quatro pedidos de reconsideração enviados por municípios e associações regionais. Assim, o Rio Grande do Sul fica com sete regiões em bandeira vermelha e 14 em bandeira laranja (risco epidemiológico médio). As bandeiras da 28ª semana são válidas até as 23h59 de segunda-feira (23/11).

Os pedidos de reconsideração das regiões Covid de Porto Alegre, Passo Fundo, Guaíba e Caxias do Sul foram aceitos pelo Gabinete de Crise. Na análise, a equipe técnica rejeitou os pedidos das regiões de Novo Hamburgo, Santo Ângelo e Santa Rosa, que permanecem na bandeira vermelha, ao lado de Capão da Canoa, Canoas, Cruz Alta e Ijuí, que não entraram com recursos.

Resumo

BANDEIRA VERMELHA (7)

  • Novo Hamburgo (em cogestão)
  • Santo Ângelo (em cogestão)
  • Santa Rosa (em cogestão)
  • Capão da Canoa (em cogestão)
  • Canoas (em cogestão)
  • Cruz Alta (em cogestão)
  • Ijuí (em cogestão)

BANDEIRA LARANJA (14)

  • Porto Alegre (em cogestão)
  • Passo Fundo (em cogestão)
  • Caxias do Sul (em cogestão)
  • Bagé
  • Guaíba
  • Erechim (em cogestão)
  • Santa Maria (em cogestão)
  • Uruguaiana
  • Taquara (em cogestão)
  • Palmeira das Missões (em cogestão)
  • Cachoeira do Sul (em cogestão)
  • Santa Cruz do Sul (em cogestão)
  • Lajeado (em cogestão)
  • Pelotas (em cogestão)


Notícia atualizada às 16h44

Gostou? Compartilhe