Vereadores aprovam duas matérias em Regime de Urgência

Um dos projetos aprovados trata da contratação temporária de médicos

Por
· 1 min de leitura
Sessão foi realizada na tarde de quarta-feira (Foto: Comunicação/CMPF)Sessão foi realizada na tarde de quarta-feira (Foto: Comunicação/CMPF)
Sessão foi realizada na tarde de quarta-feira (Foto: Comunicação/CMPF)
Você prefere ouvir essa matéria?

Na tarde desta quarta-feira (25), os parlamentares realizaram nova Sessão Plenária Ordinária no Plenário Sete de Agosto, visando dar seguimento aos trabalhos no Legislativo. Foram tratados temas de grande interesse da comunidade, além de novas proposições incluídas na agenda legislativa com o objetivo de implantar melhorias em áreas de grande importância para o município. Em Plenário, os vereadores aprovaram dois Projetos de Lei, de autoria do Executivo, em Regime de Urgência. Um que trata da contratação temporária de médicos e outro que dispõe da construção de uma passagem suspensa como acesso ao Hospital de Clínicas (HC).

Uma das propostas aprovadas dispõe da contratação temporária de médicos, visando atender a demanda de pacientes, com atenção especial ao aumento de casos ativos de Covid-19 no município. Segundo a justificativa da matéria, o objetivo é suprir a carga horária dos profissionais, devido à redução do número de médicos disponíveis para atuar na linha de frente, em comparação ao aumento expressivo de pacientes nas últimas semanas em diversas unidades de saúde.

Devido ao contexto de urgência, o texto do projeto esclarece que os médicos contratados poderão ser designados, voluntariamente, para atendimento em unidades de saúde do Município, construídas ou adaptadas para o combate ao coronavírus.

Outro projeto aprovado dispõe sobre a construção de uma passagem suspensa para uso exclusivo de pedestres, entre as ruas Paissandu e Uruguai, no centro da cidade. Segundo a justificativa da matéria, a passagem permitirá acesso ao Hospital de Clínicas de Passo Fundo sobre o nível da rua Silva Jardim. Ela ainda ressalta sobre o objetivo de assegurar o tráfego seguro de pessoas no local. O texto da matéria ainda define a concessionária responsável pela construção do acesso, além de determinar a concessão de uso da obra pelo prazo de 20 anos.


Grande Expediente

O orador do Grande Expediente desta Sessão Plenária foi o vereador Roberto Gabriel Toson (PSD). Na tribuna, ele ressaltou sobre seu objetivo de manter uma postura coerente, priorizando atender as demandas da comunidade. O parlamentar, que não concorreu ao último pleito, ainda colocou que discorda de alguns critérios adotados na política como um todo. Ele ainda agradeceu a sua equipe de gabinete, apoiadores e demais vereadores durante seu mandato.

 


Gostou? Compartilhe