Estudantes desenvolvem soluções para problemas de alimentação

Acadêmicos da Imed participam da Hult Prize, competição internacional que incentiva a inovação e o empreendedorismo

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Estudantes de diversos cursos da Imed estão engajados no desafio 2021 da Hult Prize, competição de empreendedorismo internacional, também conhecida como o “Prêmio Nobel dos estudantes”. A partir do tema ‘Food for good’, desde terça-feira (1), os acadêmicos passam por uma série de workshops e mentorias, buscando desenvolver soluções inovadoras, que gerem oportunidades através dos alimentos e resolvam problemas globais.

"A gente sabe que é um desafio, até porque a gente conhece muito pouco sobre empreendedorismo e inovação. Então, a gente está aqui para se desafiar", comentou Giulia Isadora Cenci, acadêmica do 7º semestre de Medicina da Imed e campus director da competição em Passo Fundo, durante a apresentação.

Criada pela instituição norte-americana Hult International Business School, em parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU) e com a Clinton Foundation, a competição tem por objetivo promover a aceleração de startups desenvolvidas pelos estudantes universitários, fomentando soluções inovadoras para problemas globais. 

"É uma grande oportunidade de representarmos o nosso Estado e o nosso País durante as etapas da competição da Hult. Então, a gente tem que se sentir muito orgulhoso de participar disso", acrescentou Alan Ballardin, estudante do 6º semestre de Odontologia da Imed no campus Porto Alegre.

Com o apoio do hub de inovação da Imed, os participantes passam por workshops para desenvolver as ideias concebidas, visando a identificação de oportunidades, construção de MVP (Produto Mínimo Viável), validação do projeto e construção de pitch, além de mentorias em equipe. A apresentação final desta fase está marcada para sexta-feira (4), quando os projetos serão defendidos diante do júri.

O time vencedor nesta primeira etapa garantirá lugar na etapa regional. Já o segundo e o terceiro lugares serão avaliados pelos jurados internacionais e estes decidirão a possibilidade da participação na etapa seguinte. Além disso, os finalistas da etapa regional serão convidados a viajar para Londres, com custos totalmente cobertos pela Hult. 

Nesta etapa, focada em aceleração, terão a oportunidade de treinar suas habilidades de negócios e de networking junto de alguns dos principais líderes empresariais do mundo e se preparar para a competição final. A etapa internacional será realizada em Nova Iorque, também custeada pela Hult. O time vencedor receberá US$ 1 milhão para investir no seu projeto de startup. 

Gostou? Compartilhe