Faculdade de Medicina da UPF já formou mais de 2,4 mil profissionais

Há cinco décadas contribuindo com a área da saúde da região Sul do Brasil

Por
· 2 min de leitura
 Fotos: Divulgação Fotos: Divulgação
Fotos: Divulgação
Você prefere ouvir essa matéria?

A Faculdade de Medicina da Universidade de Passo Fundo (FM/UPF) completou 50 anos em 2020. Além de ser responsável pela formação de quase 2,5 mil médicos, ela tem um papel fundamental na construção e consolidação de Passo Fundo como polo de saúde, referência na região Norte do Rio Grande do Sul e Sul do Brasil. O curso se posiciona como um dos mais modernos e atuantes do país, formando médicos reconhecidos pela sua competência profissional e humanizada e que acolhem os pacientes e seus familiares com respeito, ética e comprometimento.

 

De acadêmico a coordenador do curso de Medicina

O médico Dr. José Ivo Scherer, coordenador do curso de Medicina da UPF, é um dos 47 egressos da primeira turma. Doutor em Pediatria, especialista em Educação Médica, tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Gastroenterologia e Nutrição Infantil. Uma vida dedicada à Medicina e ao curso da UPF. “É a minha vida que está aqui no curso de Medicina. Esta Instituição propiciou-me qualificação profissional, permitindo projeção na minha profissão”, declara Scherer.

 Essa projeção é uma característica na vida dos profissionais formados pela UPF. A grande maioria dos egressos do curso conquista aprovação nas provas de residência médica no estado e no país. O curso tem o selo de qualidade pelo Sistema de Acreditação de Escolas Médicas (Saeme), concedido pelo Conselho Federal de Medicina e pela Associação Brasileira de Escolas Médicas. Em um universo de 500 escolas médicas brasileiras, o curso está entre as 50 que têm este selo de qualificação. “O diferencial do curso está na formação, que contempla as áreas humanas e específicas, objetivando um profissional ético, humano e capaz de resolver os problemas prevalentes da população. Além disso, a inserção precoce nas atividades práticas (hospitais de ensino, rede pública, laboratórios), a qualificação e dedicação dos docentes, a estrutura dos campis e, mais recentemente, a inauguração do Centro de Simulação Realística também são diferenciais importantes”, destacou o coordenador do curso.

 

Qualidade no ensino

Essa qualidade acadêmica é confirmada pelos estudantes. “O curso de Medicina da UPF superou todas as minhas expectativas. O corpo docente é extremamente qualificado e disponível para os alunos. Temos aulas práticas nos mais variados locais, o que enriquece muito nosso aprendizado. A estrutura da Faculdade é acima da média e o Centro de Simulação Realística é um local excelente para o nosso aprendizado, compreendendo materiais para simular uma quantidade quase que infinita de situações clínicas. Eu sinto muito orgulho de dizer que sou acadêmica da Universidade de Passo Fundo”, revela a estudante Déborah Glimm, 24 anos, do sexto nível do curso de Medicina.

 

Uma Faculdade que faz a diferença

A FM da UPF, criada em 1970, possibilitou ao município de Passo Fundo se consolidar como um polo de referência na área da saúde para a região Norte do RS e também para os demais estados da região Sul brasileira. “A Faculdade de Medicina da UPF transformou o cenário de saúde do Norte gaúcho e do Oeste catarinense nas últimas décadas. Os mais de 2,4 mil médicos graduados pela UPF, com muitos atuando no centro do País ou no exterior, mas com uma maior concentração nas regiões inicialmente citadas, trouxeram imenso crescimento a centenas de localidades”, enfatizou o diretor da FM, Dr. Paulo Reichert, destacando ainda a importância da Faculdade para a comunidade passo-fundense. “Em Passo Fundo, especificamente, a transformação da cidade alavancada pela transformação do centro médico, a partir da abertura da Faculdade de Medicina, é indiscutível. A Faculdade trouxe profissionais e investimentos à cidade, transformando sua economia”, afirma Reichert.

 

Inscreva-se para o curso de Medicina

A UPF inscreve para o Vestibular de Verão de Medicina até o dia 8 de dezembro, em www.upf.br/ingresso. São duas opções de seleção: prova presencial ou média do Enem (2018 e 2019).



Gostou? Compartilhe