Celebração à padroeira de Passo Fundo tem programação online

Dia de Nossa Senhora da Conceição, feriado no município, é comemorado nesta terça-feira

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A devoção à Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Passo Fundo, deve ser comemorada apenas de forma virtual nesta terça-feira (8). Feriado no município, em homenagem à santa, o dia 8 de dezembro marca ainda o 173º aniversário da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, que costuma celebrar a data promovendo desde procissões até missas e almoços em honra à padroeira. As atividades presenciais, no entanto, precisaram ser suspensas neste ano devido à situação epidemiológica do município frente à pandemia do novo coronavírus. A celebração religiosa neste feriado está restrita a uma missa festiva, às 10h, com a presença do arcebispo Dom Rodolfo Weber. O evento será transmitido nas redes sociais da paróquia e não contará com a presença da comunidade.

De acordo com o padre Adelar Dalsoto, que coordena a Igreja Matriz de Passo Fundo, a novena de Nossa Senhora da Conceição, tradicional na programação anual em celebração à padroeira, também precisou ser organizada exclusivamente no formato online. “Tivemos como tema o cultivo da esperança em várias dimensões. A novena começou no dia 29 de novembro e teve transmissão ao vivo nas redes sociais, sempre às 19h. Não teremos nenhuma atividade presencial no aniversário deste ano justamente para evitar a aglomeração de fiéis”, explica.

Apesar das restrições, o padre considera que o aspecto de devoção à padroeira do município deve continuar sendo cultivado nos meios que estão disponíveis. “Hoje mais ainda, no sentido de manter a esperança diante de um contexto em que não se vê um norte ou um fim da pandemia, o que está dificultando a vida de muitas pessoas. A vivência da fé, do cultivo e da devoção faz com que elas levantem seu ânimo e sua coragem para renascer”, avalia.


Relação com o município

A relação de Passo Fundo com a imagem de Nossa Senhora da Conceição é anterior até mesmo à emancipação do município. A paróquia que leva o nome da santa é, inclusive, a igreja mais antiga de Passo Fundo, construída no ano de 1847. Seus alicerces à frente a Praça Tamandaré, no entanto, foram lançados apenas em 1891, conforme destaca um resgate histórico sobre a construção da igreja matriz do município, feito pelo Arquivo Histórico Regional (AHR). A localização, situada no topo de um morro, era avaliada como estratégica.

Ainda de acordo com o artigo, se considerada a data em que os projetos para construção da igreja começaram a ser organizados, a relação data de ainda mais tempo. “Desde a metade da década de 1850 já havia sido constituída uma Comissão Encarregada das Obras da Igreja Matriz de Passo Fundo que organizava os projetos, buscava os recursos e relatava para a comunidade seus resultados. [...] Após um trabalho de meio século, o início da construção se deu em 1893 – ainda suspensa durante certo período pela Revolução Federalista – e sua inauguração aconteceu entre 1907 e 1908”, descreve o resgate assinado pelo historiador Benhur Jungbeck.

Para o arcebispo de Passo Fundo, Dom Rodolfo Luís Weber, a importância de Nossa Senhora da Conceição é tanta que a história da cidade nasce e se desenvolve simultaneamente com a devoção à santa. “Depois que a igreja foi desenvolvida, a cidade foi toda se desenvolvendo ao redor dela”, complementa o padre Adelar Dalsoto. “Além disso, nessa caminhada de 173 anos, a igreja foi transmitindo à população princípios e valores que ficaram marcados na cultura da população. Ela trabalha muito mais que a dimensão religiosa, mas também a de organização. Se resgatarmos toda a história, veremos que muitos grupos diferentes acabaram se originando a partir da igreja matriz e depois foram se espalhando, desde entidades até empresas do comércio”.


Gostou? Compartilhe