Coronavírus: dezembro concentra quase 30% dos casos confirmados

O mês também tem o maior número de testes e atendimentos no Cais Petrópolis

Por
· 1 min de leitura
A cidade realizou mais de 10,7 mil testes em dezembro (Foto: Prasesh-Shiwakoti-Iomash/Unsplash)A cidade realizou mais de 10,7 mil testes em dezembro (Foto: Prasesh-Shiwakoti-Iomash/Unsplash)
A cidade realizou mais de 10,7 mil testes em dezembro (Foto: Prasesh-Shiwakoti-Iomash/Unsplash)
Você prefere ouvir essa matéria?

O último mês de 2020 também foi o mais crítico para a pandemia de Covid-19 em Passo Fundo. Dos 13.911 casos confirmados na cidade ao longo do ano, pelo menos 3.848 foram registrados em dezembro. O número representa 27,6% dos casos confirmados na cidade até o fim de 2020. Para comparação, em agosto, um dos meses da pandemia com mais casos, foram registrados em torno de 2,2 mil casos, que representam 16% do total. 

Nos últimos 15 dias de dezembro a média foi de 148 casos novos por dia, de acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, divulgado em 31 de dezembro. 

Testagem

O número de testes em dezembro também cresceu, chegando a mais de 10,7 mil. Os testes do mês representam 20,8% do total do ano todo. Só em dezembro a cidade registrou mais que o dobro de testes do que em outubro, quando foram feitos 4.918 testes. Durante o ano a cidade realizou mais de 51,5 mil testes.

Atendimentos 

O aumento de testes e casos é explicado também pelo aumento da procura pelo Cais Petrópolis, onde funciona o Centro de Atendimento para Enfrentamento da Covid-19. Dezembro é o mês com maior número de atendimentos no local: 5048 até o dia 30. O número representa 19,7% dos 25.579 atendimentos realizados ao longo do ano no Cais. A média de atendimentos por dia saltou de 132 em novembro para 168 em dezembro.

Outro reflexo é o aumento de transferências de pacientes graves do cais para os hospitais. Até o dia 30 de dezembro foram 139 remoções. O número também é o maior do ano.

Resultado

Especialistas e gestores temem um esgotamento do sistema de saúde em Passo Fundo ainda janeiro, especialmente devido às festas de final de ano, que devem levar a um aumento no número de casos, da procura por leitos hospitalares e de óbitos.

Gostou? Compartilhe