Cresce número de agricultores atendidos por assistência técnica rural

Ano se encerra com mais de 180 mil famílias beneficiadas no campo, onde se encontram 47% do público do plano destinado a combater a pobreza

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Os investimentos do Plano Brasil Sem Miséria na área rural beneficiaram 180.533 em 2012 por meio da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater). O número é 400% maior do que o verificado no final do ano passado, quando havia 35.500 pequenos produtores sendo atendidos. Para superar a extrema pobreza no campo, onde se encontram 47% do público-alvo, o governo tem como prioridade aumentar a produção, com a orientação e o acompanhamento técnico e oferta de insumos e água. Os agricultores familiares têm acompanhamento continuado e individualizado por equipes profissionais, contratadas prioritariamente na região.

Além disso, atualmente 15.772 famílias recebem R$ 2,4 mil cada para ampliar suas produções. O recurso, conhecido como fomento, é pago em parcelas semestrais, durante dois anos, e serve para que os agricultores familiares possam adquirir insumos, como sementes e adubos, e equipamentos. Já as famílias que adotam práticas de conservação dos ecossistemas, substituindo queimadas e desmates por atividades de manejo e preservação ambiental, podem receber o Bolsa Verde. Até novembro, 20.226 famílias que vivem em situação de extrema pobreza na região amazônica e assentamentos de todo o país participam da ação, recebendo cada uma R$ 300 a cada trimestre.

Gostou? Compartilhe