Ventos de 80km/h causam estragos em Passo Fundo

Município registrou queda de árvores e destelhamento de casas nessa terça-feira

Por
· 2 min de leitura
Formação de nuvens espessas por volta do meio-dia gerou alerta sobre a chegada de um temporal.Formação de nuvens espessas por volta do meio-dia gerou alerta sobre a chegada de um temporal.
Formação de nuvens espessas por volta do meio-dia gerou alerta sobre a chegada de um temporal.
Você prefere ouvir essa matéria?

 

Os ventos de até 80 quilômetros por hora, registrados no fim da manhã dessa terça-feira (29), deixaram árvores caídas e casas danificadas em Passo Fundo. De acordo com o Corpo de Bombeiros, foram atendidas pelo menos dez ocorrências de cortes e remoção de árvores por parte do órgão. No Centro de Passo Fundo, um veículo que estava estacionado na Rua Morom chegou a ser atingido por uma árvore que caiu com a força do vento. Os bombeiros atenderam também duas famílias que tiveram as residências destelhadas em decorrência do tempo e que, por este motivo, precisaram procurar a unidade em busca de lonas. Apesar dos estragos materiais, não há notificação de pessoas feridas.


Ainda na terça-feira, próximo ao meio-dia, as nuvens escuras e espessas que pairavam sobre o município geraram receio por parte dos habitantes, que temiam a chegada de um temporal. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) chegou a emitir um alerta para o Estado sobre a probabilidade de ocorrência do fenômeno, com chuva forte, ventos intensos, queda de granizo, queda de árvores e alagamentos. Enquanto regiões como a Campanha registraram todos os fatores de alerta apontados, no Norte as precipitações foram isoladas e com intensidade moderada. Em Passo Fundo, segundo o observador meteorológico da Embrapa Trigo, Ivegndonei Sampaio, apesar das nuvens carregadas e da ventania, não chegou nem mesmo a chover até o fim da tarde de ontem.


Nesta quarta, quinta e sexta-feira, a região deve registrar dias de nuvens carregadas, com pancadas de chuva por vezes fortes, acompanhadas de ventos moderados e rajadas ocasionais. O risco de temporais isolados permanece em todo o território gaúcho no decorrer de hoje. Conforme dados do Boletim Meteorológico Semanal da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), os volumes de chuva podem exceder 140mm em diversas localidades. “Aqui em Passo Fundo, o acumulado de chuva em outubro já chega a 287mm. Isso representa 134mm a mais que a média histórica para o período, que é de 153mm. E, caso a previsão se confirme, o mês ainda vai terminar acima disso”, aponta Sampaio. Este é o primeiro mês, desde julho deste ano, em que o município observa chuvas acima da média. Segundo o observador meteorológico, não há nenhum fenômeno ligado a este fato, visto que o Estado vive um período de neutralidade climática.


Dias permanecem abafados
Quanto às temperaturas, os dias devem continuar quentes em Passo Fundo, mesmo com registro de precipitação. Nesta quarta-feira, a mínima prevista é de 20°C e a máxima de 31°C. Na quinta, o dia registra uma ligeira queda, girando entre 17°C e 26°C, mas as temperaturas voltam a subir na sexta-feira, quando a máxima pode voltar aos 31°C. “Somente no sábado o calorão dá uma trégua e há, mais uma vez, possibilidade de chuva”, adianta Sampaio.

Gostou? Compartilhe