Diário de classe on-line e aumento de verbas para a merenda são novidades do ano letivo que começa nesta terça

Cerca de 85% das instituições de ensino, das 2,5 mil escolas estaduais, retornam às aulas

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O ano letivo de 2020 na rede estadual começa nesta terça-feira (18) com novidades para os mais de 800 mil estudantes gaúchos. Além da implantação da Escola Gaúcha, que organiza a matriz curricular, e a utilização do Diário de classe on-line (Escola RS), que qualifica a gestão escolar, as instituições de ensino terão um aumento no repasse de autonomia financeira e na verba destinada à alimentação escolar.

Cerca de 85% das instituições de ensino, das 2,5 mil escolas estaduais, retornam nesta terça. As demais seguem calendário diferenciado devido à greve dos professores de 2019 e iniciarão o período letivo no decorrer de março.

Com uma previsão orçamentária de R$ 9,2 bilhões na área da educação para 2020, os valores de alimentação escolar quase dobram, passando de R$ 43 milhões para R$ 85 milhões – de R$ 4,3 milhões para R$ 8,5 milhões ao mês.

Em relação à quantia recebida pelas direções das instituições de ensino para manutenção e pequenas obras, o repasse anual passa de R$ 102 milhões para R$ 112 milhões (de R$ 8,5 milhões para R$ 9,3 milhões ao mês).

Conforme o secretário da Educação, Faisal Karam, o ano de 2020 será importante para a reorganização pedagógica e financeira da Educação no Estado. “A volta às aulas é um momento especial para todos. Estamos trabalhando para colocar a educação do Rio Grande no patamar que merece. Isso só será possível por meio de ações por parte do poder público e um trabalho integrado com toda a rede de educadores”, afirma.

Escola Gaúcha

Entre as dimensões propostas pela política da Escola Gaúcha, que se efetivará nas escolas já neste ano letivo, estão pontos referentes à formação integral dos estudantes, organização curricular, práticas pedagógicas, gestão educacional, valorização dos profissionais da educação, infraestrutura escolar, avaliação, financiamento e regime de colaboração com os municípios.

“A Escola Gaúcha, que é uma política de educação da Rede Estadual de Ensino, estabelece as orientações para os programas, projetos e demais ações que ocorrem nas escolas, de forma articulada, contribuindo para a melhoria da qualidade da educação do Rio Grande do Sul”, explica o diretor do departamento de Educação, Roberval Furtado.

Aplicativo Escola RS

Dividido em três modalidades, o aplicativo Escola RS trabalha com públicos específicos, com o intuito de qualificar a gestão escolar e permitir que os pais acompanhem as atividades diárias dos filhos em sala de aula. Além disso, a ferramenta facilita a visualização de tarefas de gestores e alunos e o acompanhamento em tempo real da frequência e da rotina. Os módulos do aplicativo são Escola RS Professor, Escola RS Gestor e Escola RS Estudantes.

Recursos humanos

Para qualificar o quadro de recursos humanos, aperfeiçoando a gestão e dando agilidade à reposição de professores, o governo do Estado autorizou, para 2020, a renovação de 19.980 contratos temporários. Para aumentar o efetivo, ainda foram abertas mais de 5 mil vagas para professores e servidores da educação nas escolas estaduais. “Nossa expectativa é suprir com eficácia e agilidade as possíveis demandas que possam surgir ao longo do ano, não prejudicando os nossos estudantes” destaca o secretário Karam.

Transporte escolar

Referência no país na área, o Software de Gestão do Programa Estadual de Apoio ao Transporte Escolar (Peate) utilizado pela Secretaria da Educação (Seduc) concentra, processa e dispõe de dados necessários à gestão do transporte escolar pelos municípios e pelo Estado, vinculando a cada rota, o veículo, o condutor, a escola, os alunos geolocalizados, a quilometragem percorrida e o valor. Em 2020, mais de 90 mil estudantes serão transportados em 463 municípios gaúchos.

Matrículas

Os estudantes que perderam todos os prazos para realizar a matrícula terão mais uma oportunidade: até o dia 31 de março, o gerenciamento das vagas será feito diretamente nas escolas da rede pública estadual.

Gostou? Compartilhe