HSVP disponibiliza ambulatórios especiais para profissionais da saúde

No Ambulatório Especial de Acolhimento e Escuta Psicológica, os profissionais terão disponíveis psicólogas para escuta e orientações

Escrito por
,
em
Crédito:

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O Hospital São Vicente de Paulo, de Passo Fundo, através do Setor de Desenvolvimento de Pessoas e o Serviço Especializado de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) da Diretoria de Recursos Humanos, montaram e disponibilizam um Ambulatório Especial Clínico e Ambulatório Especial de Acolhimento e Escuta Psicológica.
Conforme a médica do Trabalho, coordenadora do SESMT, Deise Terra Afonso, os Ambulatórios atenderão os funcionários das duas Unidades do Hospital. “Para atendimento dos colaboradores com sinais e sintomas respiratórios leves, tosse, dor de garganta, coriza, febre baixa e dor no corpo, os colaboradores serão atendidos no Ambulatório da UPF, onde foi montada a estrutura para avalia-los e orientá-los.

No Ambulatório Especial de Acolhimento e Escuta Psicológica, os profissionais terão disponíveis psicólogas para escuta e orientações. “Todas as pessoas têm atuação fundamental no Hospital, e neste momento específico, as responsabilidades se intensificam! A partir dessas demandas que o espaço foi pensado. Queremos que nossos colaboradores tenham mais um ponto de apoio, pois nossa saúde se constrói por múltiplos aspectos, e a saúde mental é imprescindível”, enaltece Larissa Ghissoni, psicóloga do HSVP, evidenciando ainda que o atendimento psicológico é fundamental em momentos de crise como este. “Há medo, preocupação com a família, nossos os profissionais vão ser acolhidos, vão ter esse ponto de apoio para que possam realizar o trabalho de combate a este inimigo invisível”

Gostou? Compartilhe