Câmara discute destinação integral para combater o Covid-19

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Um movimento dos vereadores de Passo Fundo está tratando sobre a viabilidade de destinação da totalidade dos recursos das emendas impositivas, previstos no orçamento 2020, para as ações de prevenção e combate ao novo Coronavírus. Conforme determina a lei, metade dos recursos é destinada para a saúde, mas os outros 50% são de uso livre e foram destinados para outras áreas. A discussão agora, em função da pandemia da Covid-19, é sobre os trâmites legais para destinar o valor total orçado, que é mais de R$ 7 milhões.

Como se trata de um debate que está envolvendo todos os parlamentares, desta forma, os R$ 366 mil das emendas impositivas de cada vereador seriam usados exclusivamente na saúde. Os recursos serviriam para a compra dos materiais necessários para os testes a serem confeccionados pela Universidade de Passo Fundo (UPF), em parceria com a prefeitura municipal, assim como para a aquisição de mais equipamentos de proteção individual aos profissionais de saúde.

Esta é uma discussão que está envolvendo os parlamentares de todos os partidos. A bancada do DEM já se manifestou favorável. Segundo o vereador Patric Cavalcanti (DEM), “é um momento de doação e compreensão de todos ao enfrentamento do Covid-19 e colocado da nossa economia. Além das ações individuais de cada vereador, ajudando as entidades e família, o encaminhamento das emendas impositivas é a forma coletiva da câmara ajudar a nossa comunidade", declarou.

Gostou? Compartilhe