Voluntários entregam 3,5 mil máscaras descartáveis

Equipes trabalham nos laboratórios da UPF na produção de máscaras e jalecos que serão utilizados no atendimento aos casos suspeitos de Covid-19 pela rede municipal de saúde

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Divididos em três turnos, cerca de 50 voluntários se revezam, há pouco mais de uma semana, para produzir máscaras e jalecos descartáveis que serão usados no atendimento de casos suspeitos de COVID-19 em Passo Fundo. Neste período, cerca de 3,5 mil unidades de máscaras e 600 jalecos foram produzidos e entregues para serem utilizados.
A professora Dulcicléia Antunes, que está coordenando a operação, explica que os voluntários estão se revezando em três turnos para fazer corte, separação das peças, costura, acabamento e disposição em embalagem para entrega. "A UPF sempre teve esse olhar comunitário e sempre atuamos na comunidade e por isso as pessoas estão ajudando neste momento", explica sobre a disposição dos voluntários.
Além das pessoas envolvidas na produção, outros voluntários oferecem lanches e refeições a quem está produzindo as máscaras e jalecos. Ainda, acadêmicos de Educação Física (bacharelado) realizam atividades de ginástica laboral junto aos voluntários.
Cássia Fonseca é uma das voluntárias. Ela conta que desde que começaram a ser divulgadas as informações sobre a expansão do novo coronavírus pelo mundo, ela admirava as pessoas que continuavam trabalhando a fim de auxiliar toda a sociedade a passar por esse momento. Formada em Psicologia pela UPF, sempre se envolveu em atividades e projetos de extensão durante a graduação. "Acabei conhecendo esse projeto e no primeiro momento fiquei interessada em participar. Já tinha costurado com minha mãe em casa e vi uma oportunidade de retribuir essas pessoas que estão trabalhando", completa.

Gostou? Compartilhe