PESQUISA DA COVID-19: Segunda etapa realizou cerca de 500 testes em Passo Fundo

Ação realizada no fim de semana aconteceu em nove municípios gaúchos

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/ON Divulgação/ON
Divulgação/ON
Você prefere ouvir essa matéria?

A segunda fase do estudo populacional sobre a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) ocorreu simultaneamente em nove cidades gaúchas durante o final de semana. O estudo EPICOVID19 foi encomendado pelo Governo do Estado e é conduzido pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). 

Em Passo Fundo a pesquisa conta com o apoio da IMED, UFFS e UPF para estimar o percentual de gaúchos com anticorpos para o vírus SARS-coV-2, e assim determinar o percentual de infecções assintomáticas ou subclínicas, avaliar a velocidade de expansão da infecção ao longo do tempo e obter cálculos precisos da letalidade do vírus.

Em nota divulgada pela UFPel, a Instituição explica que durante a visita, os entrevistadores aplicam um breve questionário e coletam uma gota de sangue da ponta do dedo do participante. O aparelho de teste analisa a amostra em aproximadamente 15 minutos. “O teste rápido detecta a presença de anticorpos, que são defesas produzidas pelo organismo somente depois de sete a dez dias da data de contágio pelo vírus. Dentro desse período, o resultado pode apontar negativo, mesmo que a pessoa tenha contraído o coronavírus”, explica a universidade no texto. 

No município foram testadas 500 pessoas em diversos bairros, seguindo a metodologia de sorteio. “Temos que agradecer a todas as famílias de Passo Fundo que abriram as suas portas no final de semana passado para receber os entrevistadores. Precisamos que nas próximas fases a receptividade seja a mesma. O sucesso da pesquisa depende de isto”, reflete o professor da IMED Jeovany Martínez Mesa, um dos responsáveis pelo o desenvolvimento do estudo, juntamente com os professores  Kauê Collares (UPF) e  Shana Ginar da Silva (UFFS).Os dados dessa fase serão divulgados nesta quarta-feira (29) e a terceira etapa ocorre durante os dias 9 e 10 de maio. 

Primeira etapa

Na primeira etapa, que ocorreu entre os dias 11 e 13 de abril, os pesquisadores estimaram que mais de 5600 gaúchos podem ter sido contaminados pela Covid-19. A pesquisa busca estimar o percentual de gaúchos com anticorpos para o vírus; a velocidade de expansão da infecção ao longo do tempo; o percentual de infecções assintomáticas ou subclínicas; e cálculos precisos de letalidade. Além de Passo Fundo, também foram realizados testes rápidos nos municípios de Porto Alegre, Canoas, Santa Maria, Uruguaiana, Santa Cruz do Sul, Ijuí e Caxias do Sul. Ao todo, são 4,5 mil participantes da amostra. As próximas fases estão programadas para 9 a 11 de maio e 23 a 25 de maio.

Gostou? Compartilhe