Centro de valorização da vida deve ser instalado em Passo Fundo

A entidade presta apoio emocional e de prevenção do suicídio

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Uma equipe de voluntários, liderada pela professora e psicóloga Ciomara Benincá, e em parceria com o vereador Marcio Patussi (PDT), vem trabalhando para viabilizar a abertura de um Centro de Valorização da Vida (CVV) em Passo Fundo. Na última segunda-feira (21), eles estiveram reunidos na Secretaria de Cidadania e Assistência Social (Semcas) para projetar as ações que são necessárias para a efetivação do CVV.

 

Conforme Ciomara, a rede que preside o Centro de Valorização da Vida no Brasil quer que o município de Passo Fundo receba, até o mês de agosto, o posto 100 do CVV no país. No entanto, para que a instalação seja realizada, é necessária uma série de ações, que incluem, por exemplo, a disponibilização de uma sala com acesso à internet. “O diferencial de se ter um posto do CVV no município é poder prestar esse atendimento presencial, por isso necessitamos de uma sala, em que os voluntários possam realizar tanto os atendimentos por telefone quanto presenciais”, explicou a professora.

 

Com mais de 50 anos de atividades, o Centro de Valorização da Vida presta apoio emocional e de prevenção do suicídio, atendendo gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar. Os atendimentos são realizados por voluntários que, em Passo Fundo, receberão qualificação da direção nacional do CVV. “O coordenador nacional do Centro virá para Passo Fundo e já colocou uma equipe a disposição para realizar a qualificação dos voluntários”, informou Ciomara, ao sinalizar que no mês de junho será realizada uma reunião aberta com os interessados em colaborar com as atividades da sede passo-fundense.

 

O vereador Marcio Patussi, que lidera, na Câmara, o movimento para instalação do CVV em Passo Fundo, lembrou que no ano passado, realizou uma Indicação ao Executivo para que fosse realizada a instalação do Centro na cidade. “Neste ano, esse movimento retomou forças com esse grupo de voluntários, agora, é preciso que o Executivo se integre a essa ação de instalação e colabore”, pontuou. Além disso, ele enfatizou que para a realização dos atendimentos é necessário também a disponibilização de uma linha telefônica.

 

Para Patussi, que também é autor do Projeto de Lei que institui o Setembro Amarelo no calendário do município, a mobilização em favor da vida deve ser fortalecida em Passo Fundo. “A Organização Mundial da Saúde estima que nove em cada 10 casos de suicídio poderiam ser prevenidos. Como? Através do apoio emocional, da fala. As pessoas precisam estar abertas. O suicídio tem sido um mal silencioso, e o CVV quer estimular esse processo de identificação e prevenção”, defendeu o vereador.

 

A reunião, que contou com a participação do secretário da Semcas, Wilson Lill, será seguida de uma agenda com o prefeito, para que o projeto de instalação do Centro de Valorização da Vida seja apresentado.

Gostou? Compartilhe