Conheça as propostas da chapa ?EURoeUPF Mais?EUR?

A chapa 1 disputa as eleições da Reitoria da UPF, tendo como candidato a Reitor o professor Agenor de Meira Júnior.

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

ON - Quais são os desafios mais imediatos da Universidade de Passo Fundo e que devem ser enfrentados pela futura gestão da instituição, num cenário que ainda é de incertezas tanto na política quanto na economia?
 
Chapa 1 - Os desafios podem ser compreendidos em dois grandes grupos: os de natureza irreversível, e os de natureza desejada. Ambos podem ser visíveis e concretos ou sutis e abstratos. A grande questão posta requer, em primeiro lugar, uma leitura atenta do cenário, identificando a natureza dos desafios, de modo a construir as alternativas para enfrentá-los adequada e tranquilamente. A capacidade para antever futuros cenários, alicerçados em processos perceptivos acurados, é uma característica dos integrantes da Chapa 1, em decorrência da experiência em gestão já vivenciada nos mais diferentes espaços e instâncias, seja em tempos de bonança ou de dificuldade.


No contexto dos 50 anos de existência, a UPF vem redefinindo o seu espaço e o seu papel como protagonista nas mudanças necessárias à sociedade. Determinar o lugar do conhecimento no enfrentamento dos desafios que o cenário de incertezas políticas e econômicas impõe, de forma crítica e reflexiva, é o foco das propostas da Chapa UPF Mais!

 

ON -  Quais as propostas defendidas pela chapa para a gestão da UPF e se elas implicam em mudar a forma administrar a instituição?


Chapa 1 - Todas as formas de gestão são dinâmicas e devem se adaptar ao momento e às necessidades impostas pelo contexto sociocultural. Encontramos, na diversidade e no universo da nossa Universidade, as condições ideais para continuarmos a crescer – seremos cada vez mais uma Universidade forte, consolidada, moderna e comunitária.


Embora reconhecendo os avanços que obtivemos nos últimos anos, toda nova equipe gestora deverá aprimorar ainda mais os processos que resultam em mudanças constantes na forma de gerir a Instituição, como com equipes integradas, com experiência em gestão em diferentes espaços, que levem em consideração processos coletivos de planejamento, de modo a garantir que a Universidade avance com qualidade e reconhecimento. 

 

ON -  Que direcionamento será dado para cada uma das vice-reitorias?

Chapa 1 - A Chapa UPF Mais! organizou-se em torno de três princípios que sustentam as diretrizes a serem perseguidas ao longo da nova gestão.  Privilegia-se, assim, o trabalho integrado, a ser efetivamente desenvolvido pela equipe, que assume o compromisso de uma articulação produtiva, com base nos projetos estratégicos definidos à Instituição que, pelos impactos que causam, naturalmente transversalizam todas as pastas.


Desse modo, cada Vice-Reitora, embora caracterizada por suas peculiaridades, assume a responsabilidade de, pela visão global e sistêmica do processo de gestão, trabalhar a parte em favor da integralidade da Universidade. Para tanto, as propostas da Chapa 1 não são apresentadas por pastas específicas, mas por projetos integrados, agrupados por temáticas centrais, em sintonia com as diretrizes estabelecidas em grupo.

 

ON -  No seu entendimento, como candidato a Reitor, o que a UPF representa para a região e qual papel dela como instituição comunitária?

Chapa 1 - Falar da UPF é o mesmo que falar do crescimento e desenvolvimento da região. A nossa Instituição foi a mola propulsora do desenvolvimento regional nos mais variados segmentos. Construí minha vida na UPF e acompanhei de perto como nossos profissionais mudaram a realidade das comunidades onde se comprometeram em trabalhar. Isso aconteceu com a indústria, com a área da saúde, com as mais variadas frentes de prestação de serviços, com o comércio, entre outros.


Sempre acreditei na educação como o princípio do desenvolvimento e considero que essa é uma das maiores contribuições que a UPF dá para toda a região.


Por ter nascido de um propósito comunitário, a UPF sempre teve, e sempre terá, um envolvimento muito próximo com as comunidades e com as pessoas.

 

Quem é
Professor Agenor de Meira Júnior - candidato a Reitor da UPF
Doutor em Engenharia Mecânica (UFRGS)
Mestre em Engenharia Mecânica (UFSC)
MBA em Gestão de Instituições de Ensino Superior (Nacional e Internacional – UCS)
Graduado em Engenharia Mecânica (UFSM) e em Engenharia Civil (UPF)
Professor da UPF desde 1987
Professor do Programa de Pós-Graduação em Projeto e Processos de Fabricação – Engenharia Mecânica da UPF (2011-2018)
Membro do Conselho Universitário (1995-2002/2008-2018)
Diretor da Faculdade de Engenharia e Arquitetura (1998-2002)
Presidente da Associação dos Professores da FUPF, por dois mandatos (2007 e 2009)
Membro do Conselho Diretor desde 2010
Atual Vice-Reitor Administrativo da UPF (2010-2014 e 2014-2018)

* Nominata da chapa
Candidato ao cargo de Reitor: Agenor Dias de Meira Júnior
Candidata ao cargo de Vice-Reitor de Graduação: Rosani Sgari
Candidata ao cargo de Vice-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação: Jurema Schons
Candidato ao cargo de Vice-Reitor de Extensão e Assuntos Comunitários: Edemilson Brandão
Candidato ao cargo de Vice-Reitor Administrativo: Adriano Lourensi 

Gostou? Compartilhe