Obras tem cronograma adaptado

Equipes suspenderam a colocação de asfalto porque houve interrupção da produção de cimentos asfálticos de petróleo pela Petrobrás

Escrito por
,
em
Ao todo, a obra terá quatro fases e várias etapas em cada uma delas

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Desde a semana passada o cronograma de trabalhos da Avenida Brasil está sendo adaptado pela equipe. O motivo é a interrupção da produção de cimentos asfálticos de petróleo (CAP), anunciada pela Petrobrás, devido a problemas em duas unidades. Até lá, a pavimentação está suspensa e as equipes realizam serviços paralelos como drenagem e intervenções no canteiro central e paradas de ônibus do trecho. 

 

Em nota, foi reiterado que a disponibilidade de asfalto para a Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), que atende o Rio Grande do Sul, deve ser normalizada em breve, com previsão de retomada no dia 28 de maio. Assim que normalizada a situação, a pavimentação volta. No momento, os serviços estão voltados para a retirada do basalto do canteiro central para fazer a ciclovia e o caminhódromo, de acordo com o projeto; drenagem de um trecho na calçada do Stock Center e colocação de pavimento rígido nas paradas de ônibus do trecho, que começa no trevo da BR 285, sentido bairro/centro. 

 

Ao todo, a obra terá quatro fases e várias etapas em cada uma delas. As etapas seguintes são: 2ª etapa – rua Dr. Verdi de Césaro até o trevo da BR 285; 3ª etapa – trevo da BR 285 até a rua Dr. Verdi de Césaro; e 4ª etapa – Dr. Verdi de Césaro até a avenida Rui Barbosa. O projeto geral prevê a revitalizada da principal avenida da cidade para recuperar e modernizar a infraestrutura de cerca de 5,5 quilômetros entre o trevo da BR 285 e a rua 20 de Setembro. As obras são realizadas pela empresa Bolognesi Infraestrutura Ltda, vencedora da licitação realizada pela Prefeitura de Passo Fundo.

 

A obra
As obras estão divididas em três projetos: o primeiro abrange pavimentação, ciclovia, drenagem, acessibilidade e sinalização; o segundo compreende ampliação e substituição da rede de esgoto; e o terceiro inclui melhorias na rede de infraestrutura elétrica. O investimento total será de R$ 17 milhões, incluindo recursos da Prefeitura de Passo Fundo, financiamento do Programa de Aceleração do Crescimento  (PAC) e convênio com a Corsan. Na parte de pavimentação serão utilizados quatro métodos diferentes, de acordo com a situação atual do pavimento, diagnosticada nos levantamentos técnicos. Em alguns locais, por exemplo, será necessário substituir todo o pavimento, já em outros, apenas a camada de asfalto. Nos pontos de parada de ônibus será executado pavimento em concreto para evitar deformações excessivas.

 

O caminhódromo e a ciclovia terão cerca de dois quilômetros de extensão, do trevo da BR 285 até a rua Rodrigues Alves, no bairro Petrópolis. Já os passeios públicos serão adequados às normas de acessibilidade em todos os trechos. A rede de infraestrutura elétrica e lógica será implementada em toda a extensão da obra e servirá, futuramente, para receber por via subterrânea a iluminação dos canteiros centrais, a rede de fibra ótica para o sistema de videomonitoramento e a rede de lógica para implantação de sistemas de informatização das áreas públicas do município. Por último, a rede de drenagem será modernizada para evitar alagamentos.

 

As próximas fases
Obras da Avenida Brasil – 2ª fase | avenida Rui Barbosa – rua Rodrigues Alves
A 2ª fase abrange o trecho que vai da avenida Rui Barbosa até a rua Rodrigues Alves. Nesta fase, a cada duas ou três quadras a avenida deverá ser fechada totalmente. Os fluxos de desvios serão pelas ruas Morom e Paissandú.

Obras da Avenida Brasil – 3ª fase | rua Rodrigues Alves – Jacinto Vilanova
Fechando um ano de obra, de acordo com a previsão, a 3ª fase vai da rua Rodrigues Alves até a rua Jacinto Vilanova.

Obras da Avenida Brasil – 4ª fase
Esta fase será planejada posteriormente. O primeiro ano de obras será utilizado de modelo para organizar as intervenções que serão feitas na área central, onde há mais fluxo de trânsito com veículos e pedestres.

Gostou? Compartilhe