Segue rotina de problemas na Coronel Sebastião Rocha

Sem um muro ao redor do prédio, usuários de drogas e vândalos continuam invadindo o pátio diariamente

Escrito por
,
em
Crédito:

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Os cerca de 200 alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Coronel Sebastião Rocha, no bairro Valinhos, seguem sem recreio durante as aulas, por falta de segurança. Sem um muro ao redor do prédio, usuários de drogas e vândalos continuam invadindo o pátio diariamente.


A situação já foi debatida em reunião realizada no início do mês, com representantes da prefeitura municipal, mas segue inalterada. Conforme a diretora, Maria Scorsatto, com a suspensão do recreio, os alunos do turno da tarde estão sendo liberados 20 minutos mais cedo. Sem poder utilizar o pátio, as aulas de educação física acontecem dentro da sala de aula. "Tivemos que adaptar toda a rotina da escola para enfretar este problema. Não podemos deixar os alunos lá fora, sem segurança", afirma. Segundo ela, viaturas da Brigada Militar têm circulado com mais frequência nas imediações da escola. No entanto, não é suficiente para evitar as invasões durante o dia.

Gostou? Compartilhe