Primeiro templo budista na região realiza retiro durante o Carnaval

Encontro serviu para avaliar dinâmica do espaço, que será oficialmente inaugurado em abril

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Enquanto o Carnaval atraía centenas de foliões para os clubes da cidade, o significado da festa popular ganhava outros contornos a cerca de 24 quilômetros da área central de Passo Fundo. Em Mato Castelhano, era o colorido da natureza e dos mosaicos que, peça por peça, estavam sendo colocados à porta do primeiro Templo Budista da região. Um grupo formado por quinze pessoas deu início às atividades no centro de retiros Águas da Compaixão.
As marchinhas carnavalescas cessaram e deram início a um silêncio prolongado, entre o sábado (22) e a segunda-feira (24), antes mesmo da construção biosustentável estar finalizada. “Nós chamamos o retiro de carnaval de Sangaku Sesshin ou retiro dos três treinamentos. É algo tradicional no mundo budista”, explicou o monge zen, Daihou. O encontro, conforme explicou ele, foi um experimento para avaliar a dinâmica de espaço circundada pelo desaguar de um riacho que abre uma ligeira fenda na lateral do terreno em que os dois pavimentos de 15x7 m² estão sendo erguidos no interior cidade e deve ser inaugurado no dia 5 de abril.
A agitação dos foliões, nesta época do ano, deu lugar à tranquilidade e aos movimentos cuidadosos da engenheira agrônoma, Claudia Petry, ao abordar questões envolvendo a permacultura, agroecologia e hortoterapia. No domingo (23), as oficinas de mosaico, reboco natural e construção pau-a-pique estiveram evidenciadas pelo ocre que deve colorir as paredes do Templo, erguido, de forma voluntária, pelas mãos dos praticantes do Budismo. “Estamos com 20% das obras por concluir”, atestou o monge. O último dia do retiro espiritual, alternativo às celebrações do Carnaval, aliás, rompeu o silêncio das meditações que permearam os três dias, conduzidas pela Monja Isshin.
A professora de Yoga do Riso e terceira brasileira a receber a titulação de Embaixadora da Laughter Yoga International, Lucia Görgen, somou-se ao espanhol Master Trainer da Universidade Internacional de Yoga do Riso, Javier Ruiz Gómez, nas práticas terapêuticas de riso, aliadas aos tratamentos convencionais da medicina, para estímulo do sistema imunológico. O retiro dos Três Treinamentos, mencionado pelo monge Daihou e experienciado pelos praticantes budistas de Passo Fundo, Tapejara e Lajeado, é considerado a base da prática budista, fundamentada na escuta de ensinamentos, reflexão acerca dos mesmos e prática ou realização.

Gostou? Compartilhe