Sindicato patronal propõe reajuste de 5% no piso dos comerciários

Se aprovado, o salário da categoria deve subir para R$ 1.333,50

Por
· 1 min de leitura
Crédito:

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O Sindicato do Comércio Varejista de Passo Fundo (Sindilojas) deve propor um reajuste de 5% no valor do piso salarial dos comerciários locais até a próxima convenção da entidade patronal com o sindicato da classe, prevista para abril do próximo ano. 

O valor sugerido, de 4,67%, adotou como base de cálculo o atual piso da categoria, fixado em R$ 1.270,00, com a adição do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), conforme explicou o presidente do Sindilojas, Jefferson Kura. “O valor é retroativo de abril deste ano. Nós recomendamos aos lojistas o pagamento do diferencial atrasado”, mencionou. Caso a proposta seja aprovada, os cerca de 16 mil funcionários do comércio lojista municipal devem receber R$ 1.333,50.
O presidente do Sindicato dos Comerciários, Tarciel da Silva, afirma, no entanto, que embora o Sindilojas tenha definido a porcentagem de reajuste, o órgão representativo dos trabalhadores do comércio ainda não foi notificado formalmente sobre a decisão para que as partes abram um corredor de negociações.
Comércio abre com MP
Celebração unificada por lei municipal desde 1983, o feriado do dia 8 de dezembro – que marca a passagem religiosa da padroeira de Passo Fundo, Nossa Senhora da Conceição, e o Dia do Município-, a data não laboral deve assegurar a abertura do comércio na cidade, segundo Kura. Com a anuência da Medida Provisória (MP) Verde e Amarela publicada em 13 de novembro no Diário Oficial da União (DOU), as alterações propostas pelo governo federal autorizam o trabalho em domingos e feriados, desde que o descanso semanal seja compensado em outro dia da mesma semana.

Gostou? Compartilhe