Famílias realizam manifesto no Parque Bela Vista

Cerca de 350 famílias pedem o direito de ocupação de terreno

Por
· 1 min de leitura
Ocupantes pedem auxílio da prefeituraOcupantes pedem auxílio da prefeitura
Ocupantes pedem auxílio da prefeitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Durante todo o dia de ontem (10) a rua Princesa Izabel, no Parque Bela Vista, permaneceu trancada. A princípio totalmente, e, após intervenção policial, o trânsito seguiu em meia pista. A manifestação iniciou por volta das 10 horas da manhã e se estendeu por todo o dia. Segundo uma das responsáveis pela ocupação, Elizabete Brigoni, o manifesto foi realizado em razão de uma ordem de despejo. O dono do terreno apresentou o documento de propriedade para a justiça pedindo a reintegração de posse, então eles foram notificados para deixar a área. “Nós não vamos sair daqui porque queremos uma moradia. Se nós não precisássemos, não estávamos aqui abaixo de chuva, se humilhando. Nós só queremos um lugar para morar”. No dia 25 de maio cerca de 40 famílias se instalaram no local, que é de propriedade particular.  Hoje o número já chegou a 350 e cerca de 3 barracos são construídos por dia. “Até não termos um retorno do prefeito, um apoio, não vamos sair daqui. Há pessoas que não têm nem uma lona para fazer um barraco, quanto mais dinheiro para comprar um terreno ou pagar aluguel”, explica Elizabete.

De acordo com o secretário de Habitação de Passo Fundo, João Campos, a prefeitura não pode se envolver, já que o terreno ocupado é de propriedade particular. “A orientação é para que as famílias façam o cadastro na Secretaria de Habitação para entrar na fila de espera e serem beneficiadas com um imóvel” diz.

 

Gostou? Compartilhe