Meio ambiente é o foco da Igreja Católica

Tema da Campanha deste ano, ?EURoeBiomas brasileiros e defesa da vida?EUR?, busca despertar os cuidados da comunidade quanto à criação e promover relações fraternas com a vida

Por
· 2 min de leitura
Agentes Cáritas realizaram encontro na última semana para discutir o tema da campanha e compreender os biomas brasileirosAgentes Cáritas realizaram encontro na última semana para discutir o tema da campanha e compreender os biomas brasileiros
Agentes Cáritas realizaram encontro na última semana para discutir o tema da campanha e compreender os biomas brasileiros

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Neste ano, a Campanha da Fraternidade – uma campanha realizada anualmente pela Igreja Católica no período da Quaresma – tem como tema “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida” e como lema “Cultivar e guardar a criação”. Nesta campanha, o objetivo geral é cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, e promover relações fraternas com a vida e a cultura dos povos, à luz do Evangelho. Trata-se de uma tentativa de despertar a solidariedade dos fiéis e da sociedade em relação a um problema concreto, e buscar caminhos de solução.

Para isso, comprometendo-se com o tema de 2017, a Arquidiocese de Passo Fundo promove, em fevereiro e março, seminários em diferentes áreas pastorais, buscando aprofundar a temática. Em uma das atividades da Campanha, o arcebispo dom Rodolfo Luís Weber apresentou à comunidade de Guaporé e Tapera uma reflexão sobre a Quaresma e uma explicação sobre os biomas brasileiros, suas características e a importância de sua preservação. Para ele, a atividade é essencial para a ação pastoral, já que busca a preparação da comunidade. “O objetivo é a introdução ao tema da Campanha da Fraternidade, feita em nível de área, e a referência é o próprio texto base. A ideia é provocar as lideranças das paróquias para que se interessem pelo tema. A primeira condição fundamental para que o tema da Campanha vá em frente é que as pessoas se interessem por esse assunto que é tão importante e necessário”, destaca.

A Área Pastoral de Passo Fundo recebe o primeiro seminário preparatório para a Campanha da Fraternidade no dia 3 de março, às 19h, no Colégio Bom Conselho. A comunidade é convidada a participar.

Compreensão do tema

Dom Rodolfo acrescenta que a provocação a respeito do tema busca estimular, também, a necessidade de as paróquias se comprometerem com o tema proposto. "Se quisermos estar em comunhão com a Igreja é preciso que abracemos o tema para, depois, perceber como podemos integrar a temática na vida paroquial”. Ele ainda acrescenta, dizendo que "o interesse não é detalhar a flora, fauna, clima e topografia de cada bioma, mas, sim, apresentar as diferenças e pontos fracos e fortes que existem entre cada um dos biomas. E isso é essencial para quem vive no bioma: conhecer o bioma permite que se possa planejar a vida neste ambiente".

O arcebispo enfatiza, ainda, que os textos bíblicos e os textos da Igreja apresentam o tema da ecologia, ressaltam a sua importância e colocam a necessidade de se repensar as ações do homem. "Se não houver mudança de atitude, de hábitos de vida, as soluções técnicas não resolvem o problema. O sinal da mudança está em Cristo, o modelo de Cristo. Ele é o modo da nova visão. É preciso que aconteça aquilo que o papa Francisco chama de 'conversão ecológica'", conclui.

Agentes Cáritas

Na última terça-feira (21), aconteceu na sede da Cáritas Arquidiocesana de Passo Fundo o 1° Encontro de Animadores e Coordenadores das Cáritas Paroquias do ano de 2017. O espaço de reflexão estabelecido foi em torno da Campanha da Fraternidade deste ano e serviu para lançar desafios de atuação da entidade. Os agentes Cáritas buscaram se inteirar sobre os Biomas Brasileiros, em especial o Bioma Mata Atlântica e Pampa, que se localizam no Rio Grande do Sul. Para esse momento foi possível usufruir de um material didático que possibilita compreender de forma visual os Biomas e suas características, bem como os contrastes que estão presentes nos mesmos. Por fim, foi ressaltada a importância de participar dos Seminários de reflexão da Campanha da Fraternidade que acontecerão por Área Pastoral e buscarão responder aos apelos do Papa Francisco na Encíclica “Laudato Si”, aprofundando ainda mais a temática dos Biomas Brasileiros.

Gostou? Compartilhe