Morre o médico Juarez Tarasconi

Velório acontece no Memorial Vera Cruz e enterro será no final a tarde

Por
· 1 min de leitura
Juarez TarasconiJuarez Tarasconi
Juarez Tarasconi

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Morreu em Passo Fundo, na noite de domingo, o médico ginecologista e obstetra Juarez Tarasconi, 69 anos. O corpo está sendo velado no Cemitério da Vera Cruz e o sepultamento será às 18h desta segunda-feira.

Quem foi Juarez Tarasconi

Quinto médico a se especializar em Ginecologia e Obstetrícia e o mais antigo em atividade, Juarez Clenio Taraconi é também especialista em Medicina do Trabalho, Engenharia Biomédica, no Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná. Nascido em 21 de janeiro de 1945, residiu até os 14 anos em Nova Prata - RS, de onde se mudou para Passo Fundo por causa da transferência de seu pai, escrivão do fórum. Estudou no Instituto Educacional até a conclusão do curso científico graduou-se em Medicina pela Faculdade Católica de Medicina de Porto Alegre em 1969. Na capital, desta vez na Santa Casa de Misericórdia, realizou sua residência médica dois anos depois. O ano de 1972 marcou o seu retorno a Passo Fundo e o início de suas atividades no consultório de Eclérion Araújo Trein, então diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de Passo Fundo. Em janeiro de 1981, transferiu seu consultório para o prédio da Policlínica, recém-concluído, onde ainda hoje atende seus pacientes. No Planalto Médio, foi ele o introdutor da laparoscopia ginecológica em 1974; também a técnica de salpingectomia por laparoscopia foi idealizada por ele em 1975 e apresentada em congressos internacionais de endoscopia ginecológica no ano seguinte e em 1980. Foi pioneiro, ainda, na realização da primeira histerectomia videolaparoscópica no interior do Rio Grande do Sul, em 1992. Iniciou sua carreira na UPF como auxiliar de ensino na disciplina de Ginecologia, sendo professor assistente e adjunto e, por fim, tornando-se titular em 1981; quatro anos depois, ascendia à função de professor titular da nova cadeira. Em 1989, foi aprovado em concurso público para professor titular da disciplina de Ginecologia na Fundação Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre. Em seu currículo, destaca-se a liderança como chefe de departamento, coordenador, presidente, vice-presidente e membro de diversas comissões e sociedades médicas da área de ginecologia e obstetrícia. Deixa a esposa Cídia Maria Scussel, Tarasconi, dois filhos advogada Michele Tarasconi Zanin, e Clenio Scussel Tarasconi, e o neto Gabriel.

 

 

 

Gostou? Compartilhe