Sistema de emissão do Cartão SUS não está funcionando

Secretaria de Saúde de Passo Fundo não emite o documento há uma semana por problemas no sistema do Ministério da Saúde

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Um problema no sistema do Ministério da Saúde na emissão do Cartão SUS impede a confecção do documento há cerca de sete dias em Passo Fundo. O Cartão SUS é um documento projetado para facilitar o acesso à rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS). O documento contém informações sobre o paciente e seu histórico no SUS. O cartão é necessário para internações hospitalares, exames e retirada de medicamentos. A Secretaria Municipal de Saúde não está emitindo os cartões, mas garantiu que os procedimentos estão sendo autorizados e realizados.

O Cartão Nacional de Saúde é um instrumento que possibilita a vinculação dos procedimentos realizados no âmbito do Sistema único de Saúde (SUS) ao usuário, ao profissional que o realizou e também a unidade de saúde onde foi realizado. A Secretaria de Saúde se encarrega de validar o cadastro do usuário. Isso se dá por meio de informações do usuário como o nome da mãe, a data de nascimento, o RG, o CPF e, principalmente, o endereço residencial. O cadastramento origina um número identificador desse usuário. 

De acordo com o secretário de Saúde, Luiz Artur Rosa Filho, o sistema está fora há uma semana. Na tarde de ontem (15), o problema persistia e o Ministério de Saúde ainda não havia informado uma previsão para o retorno.  “Como não estamos conseguindo emitir o cartão estamos fazendo um desvio para que as pessoas não tenham prejuízos na obtenção de exames e medicamentos pelo SUS. Estamos autorizando”, informou o secretário de Saúde.

Em Passo Fundo, há cerca de 250 mil cartões. Rosa salientou que a Secretaria faz um trabalho frequente de aferição dos cartões no município. “Fizemos a limpeza frequente, porque temos cartões repetidos. Um funcionário está indo nas casas para verificar os usuários para tentar evitar fraudes”, revelou o secretário de Saúde.

Gostou? Compartilhe