Incentivando novos autores

Projeto de revitalização do muro da Biblioteca Municipal busca resgatar a paixão pela escrita

Escrito por
,
em
São 185 livros pintados que estão há espera de títulos e também de histórias

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Escolher um nome para um dos livros pintados no muro da Biblioteca Municipal. A iniciativa parece simples, mas seu significado é mais complexo. Desde o princípio, a ação promovida pela Secretaria da Educação de Passo Fundo, tem como objetivo incentivar a escrita e a leitura. A ideia é que a criatividade não se resuma apenas a escolha do título, mas que continue em escrever a história do próprio livro. Que, assim como acontece com as cápsulas do tempo, enterradas e retiradas da terra no futuro, daqui há alguns anos os autores dos títulos possam retornar ao local que exibe um livro pintado com o verdadeiro em mãos.

 

Com 185 espaços coloridos esperando pela pintura dos títulos, os escolhidos devem ser anunciados em menos de um mês. Para participar da iniciativa não existe um limite de idade, já que nunca é tarde para começar ou retomar o hábito da escrita. As inscrições podem ser feitas através do e-mail sme@pmpf.rs.gov.br ou na própria biblioteca municipal, localizada na Rua Moron, entre a Avenida Sete de Setembro e a 15 de Novembro, informando o título e o nome do autor.

 

Até o momento cerca de 100 sugestões de nomes já foram recebidas pelo secretário municipal de educação, Edemilson Brandão. Alguns destes, enviados por escolas que dedicaram um tempo para os alunos pensarem em um nome para um futuro livro. “Fui falar com os diretores de algumas escolas para que conversem com os professores, façam uma atividade com as crianças e enviem uma lista”, explicou o secretário de educação. Nos muros da biblioteca já é possível notar alguns livros ilustrados com títulos escolhidos por crianças, mas ainda de maneira provisória. “Pintamos para testar o tamanho da fonte e ver como ia ficar. Não são definitivos ainda”, finaliza Edemilson.

Gostou? Compartilhe