Imigração alemã no Rio Grande do Sul é tema de livro em formato inovador

Lançamento da UPF Editora analisa a obra A Ferro e Fogo de Josué Guimarães evidenciando ligações da Literatura com a geografia e a história

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A história da imigração alemã no Rio Grande do Sul presente no livro A Ferro e Fogo de Josué Guimarães é tema de uma obra em formato inovador lançado recentemente pela UPF Editora. O livro Romance em Mapas, escrito pela professora da Universidade de Passo Fundo (UPF) Ivânia Aquino foi produzido por meio do projeto de pesquisa Mapas Literários de Romances Sul-Rio-Grandenses sobre Imigração Alemã. A obra é uma crítica literária que analisa as relações internas do romance, evidenciando ligações da literatura com a geografia e a história.

Conforme a autora, o livro tem ainda um caráter didático evidenciado, especialmente, na construção e interpretação dos mapas. “Destina-se, em primeiro lugar, aos estudiosos da literatura, da geografia e da história. Também pode interessar aos pesquisadores do romance de imigração do RS, já que a teoria é aplicada à obra A Ferro e Fogo, de Josué Guimarães, que trata da etnia alemã no Estado”, complementa.  Romance em Mapas oferece um olhar novo sobre a estrutura do romance. “A obra é pioneira sob o aspecto de aplicar a teoria do Franco Moretti em romance sul-rio-grandense”, acrescenta.

Franco Moretti

A professora Ivânia explica que Franco Moretti é um dos maiores críticos literários em atividade, professor de literatura da Universidade Stanford e dedicado ao estudo do gênero romance. “A obra que tomei como referência foi Atlas do romance europeu - 1800-1900, na qual ele expõe a teoria e a metodologia de construção da geografia literária a partir de uma seleção de romances. Essa geografia pode se referir a duas coisas muito diferentes, conforme ele mesmo explica: pode indicar o estudo do espaço na literatura; ou ainda, da literatura no espaço. No primeiro caso, a dominante é ficcional, enquanto que no segundo, é um espaço histórico real.”, resume.

A teoria de Moretti trata de usar mapas sistematicamente para interpretar o enredo de um romance. “Os mapas são ferramentas analíticas, que dissecam o texto de uma maneira incomum, trazendo à luz relações que de outro modo ficariam ocultas. Um bom mapa vale mil palavras, dizem os cartógrafos, e eles estão certos: porque ele produz mil palavras: levanta dúvidas, ideias. Coloca novas questões e nos força a buscar novas respostas. Os mapas que se constroem a partir da análise de romances não se justificam por situarem um acontecimento do enredo ou um fenômeno literário em seu espaço específico”, justifica a autora. Ainda segundo ela, os mapas são importantes como recurso visual que leva o estudioso a pensar sobre o que se formou no mapa, que padrão se desenha, tentando compreender como determinados elementos originam uma história. A questão principal é descobrir como é que a geografia configura a estrutura narrativa do romance.

Projeto de pesquisa

O projeto de pesquisa Mapas Literários de Romances Sul-Rio-Grandenses sobre Imigração Alemã investiga a relação de proximidade entre a literatura e a geografia em romances gaúchos sobre a imigração e colonização. Recorre-se, para tanto, à proposta teórico-metodológica do crítico italiano Franco Moretti, que consiste, basicamente, em estudar a geografia literária de uma obra e, a partir da seleção de aspectos textuais, elaborar mapas que ilustram o enredo. A vinculação que se cria entre a literatura e a geografia, por meio dos mapas, faz emergir, do universo narrado, os elementos que ajudam a esclarecer as relações entre espaço e personagens, construídas na ação que estrutura a obra, e permite interpretar a visão do autor acerca do tempo histórico representado.

Acesso à obra

O livro Romance em Mapas é baseado nos romances A ferro e fogo: tempo de solidão e A ferro e fogo: tempo de guerra, do escritor Josué Guimarães. O livro, editado em formato eBook, apresenta os mapas elaborados por meio da análise da narrativa que mostram parte da trajetória da colonização alemã no Rio Grande do Sul. O conteúdo pode ser acessado gratuitamente pelo site www.upf.br/editora.

Gostou? Compartilhe