Passo Fundo comemora 154 anos de emancipação

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Há 154 anos, em 28 de janeiro de 1857, Passo Fundo teve a emancipação de seu território oficializada. Hoje, o território original abriga 107 municípios. Fundada pelo cabo Manuel José das Neves, nas terras da Fazenda Nossa Senhora da Conceição Aparecida, significou a retomada da povoação da região onde hoje fica a cidade.

Após quase ser arrasada pela Revolução Farroupilha, reergueu-se e chegou a vila em 7 de agosto em 1857, quando foi instalada, sob a presidência de Manuel José de Araújo, a Câmara Municipal, com poderes executivos e legislativos.
Anos depois, no final do século, seu território foi palco de uma das mais sangrentas batalhas da Revolução Federalista: a Batalha do Pulador. Em abril de 1964, o governador Ildo Meneghetti estabeleceu em Passo Fundo o governo do Estado do Rio Grande do Sul por 4 dias devido ao Golpe Militar de 1964.

Hoje, Passo Fundo é conhecida como a capital do Planalto Médio, sendo a cidade pólo da região. É a quarta cidade que mais cresce no estado e tem o 9º PIB do RS. Passa por importantes transformações econômicas e vive processo de industrialização constante. Exemplo disto foi o recente anúncio da instalação na cidade de uma grande empresa do ramo metal-mecânico americana. A Manitowoc deverá impulsionar a economia regional  com a fabricação de guindastes para a construção civil e terá como principais clientes, além do Brasil, os países da América Latina. O investimento inicial da empresa na cidade será de R$ 70 milhões e em 5 anos deverá faturar mais de R$ 2,7 bilhões/ano

Assessoria PMPF

Gostou? Compartilhe