Inkmavrs: é só pegar caneta e papel, e desenhar!

O Museu de Artes Visuais Ruth Schneider (MAVRS), com o apoio do Museu Histórico Regional (MHR), abraça movimentação mundial e convida a comunidade a desenhar

Por
· 1 min de leitura
A ideia é que, através de comprometimento e repetição, o participante consiga sair da sua zona de conforto e aprimorar cada vez mais a qualidade dos desenhos (Foto: Arquivo/ON)A ideia é que, através de comprometimento e repetição, o participante consiga sair da sua zona de conforto e aprimorar cada vez mais a qualidade dos desenhos (Foto: Arquivo/ON)
A ideia é que, através de comprometimento e repetição, o participante consiga sair da sua zona de conforto e aprimorar cada vez mais a qualidade dos desenhos (Foto: Arquivo/ON)
Você prefere ouvir essa matéria?

Para artistas do mundo inteiro, o mês de outubro é marcado pelo desafio de desenhar diariamente. Trata-se do Inktober, projeto criado pelo ilustrador norte americano Jake Parker e que estimula profissionais, amadores e entusiastas a produzirem e compartilharem suas criações artísticas. Para ajudar os artistas na criação, o projeto de Parker sugere uma lista de temas para cada dia do mês: a famosa “Prompt List”. Pensando nessa iniciativa, o Museu de Artes Visuais Ruth Schneider (MAVRS), com o apoio do Museu Histórico Regional (MHR), criou uma lista de 31 temas que fazem referência aos museus, trazendo através dessas palavras ligações com o acervo e a história local. Qualquer pessoa pode participar.

Parker criou o Inktober em 2009 para se desafiar a desenhar todos os dias, até melhorar suas práticas com a técnica de nanquim. Desde então, o projeto pessoal ganhou a internet e se tornou um evento público que abrange desde quem quer começar a ilustrar até quem pretende desenvolver o hábito de criar diariamente.

A ideia é que, através de comprometimento e repetição, o participante consiga sair da sua zona de conforto e aprimorar cada vez mais a qualidade dos desenhos. Nesse sentido, surgiu a lista de temas para cada dia do mês: a “Prompt List”. No entanto, não é obrigatório seguir a lista à risca para participar, já que é apenas um recurso para quem ficar sem ideias em algum momento do mês.

Para os museus, abraçar esta iniciativa é um resgate ao protagonismo cultural passo-fundense. Patricia Vivian, funcionária responsável do MAVRS e MHR, fala que para os museus da região essa iniciativa é inédita. “A #inkmavrs é uma forma de se conectar com a comunidade, explorando a criatividade dos participantes e estimulando acadêmicos e o público em geral a se sentirem mais próximos dos museus através de desenhos e outras técnicas, resgatando as memórias históricas da nossa comunidade”, afirma Patricia.


Confira as regras:

1 - Desenhar (com o material que for);

2 - Publicar nas redes sociais, marcando as hashtags #inktober, #inktober2021 e #inkmavrs;

3 - Repetir o processo até que se complete a lista.


Se o participante não praticar diariamente, não tem problema! Algumas pessoas fazem um desenho por dia, outras escolhem a meia-maratona, publicando dia sim, dia não. Há ainda quem prefira desenhar apenas uma vez por semana ou participar o ano todo, no novíssimo spin-off chamado Inktober52 (referência às 52 semanas do ano). Independente da escolha, o importante é se comprometer!

O propósito do Inktober é estimular o hábito do desenho para melhorar a qualidade dos seus projetos. Não esqueça de marcar o MAVRS nas redes.

Gostou? Compartilhe