Gasolina é comercializada com reajuste em Passo Fundo

O litro é vendido em média a R$ 4,59 nos estabelecimentos da cidade. Levantamento da reportagem consultou pelo menos dez postos

Escrito por
,
em
Aumento nas bombas é consequência de um reajuste do governo no valor base do cálculo do ICMS gaúcho

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Postos de combustíveis de Passo Fundo já comercializam a gasolina com aumento de, em média, R$0,10, referente à elevação da alíquota do ICMS. Em diversos estabelecimentos, o litro foi encontrado custando entre R$ 4,59 e R$ 4,69. O valor mais alto encontrado para a gasolina foi R$ 4,89 e o mais barato R$ 4,49. Em levantamento foi feito pela reportagem em pelo menos dez estabelecimentos na manhã de ontem (5). Em um dos locais, o litro da gasolina comum subiu R$ 0,10 na quarta-feira (4). Usualmente, à medida que a gasolina acaba nas bombas, os comerciantes recebem o combustível já com reajuste e repassam aos consumidores.


Antes da revisão nos preços, a gasolina comum era encontrada com preço mínimo de R$ 4,43 e máximo de R$ 5,05. Os valores, coletados pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), têm como referência o dia 27 de junho. O aumento no valor da gasolina é consequência de um reajuste, de R$ 0,36, no valor base de cálculo do tributo do ICMS gaúcho para os combustíveis. Na pratica, de acordo com o Sindicato Intermunicipal do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes do Rio Grande do Sul (Sulpetro), o ajuste representa elevação de R$0,11 nas bombas, já que a alíquota do produto é de 30% no estado.


A revisão tem base no Ato Cotepe/PMPF nº 12/2018 do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) e passou a valer a partir de domingo (1º). A medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) do dia 27 de junho. O sindicato divulgou uma nota repudiando o novo preço estabelecido pelo governo. “O Sulpetro destaca também que o aumento no preço de pauta das gasolinas ocorre no Rio Grande do Sul, mas não em Santa Catarina, onde o valor é de R$ 4,12 e o ICMS é de 25%”.

Como ficam os valores para base de cálculo do imposto
Gasolina C – Passa de R$ 4,4065 para R$ 4,7657
Diesel S 10 – Passa de R$ 3,4553 para R$ 3,4365
Diesel S 500 – Passa de R$ 3,3526 para R$ 3,3415
Etanol (AEHC) – Passa de R$ 4,0968 para R$ 4,0540
GNV – Passa de R$ 2,8308 para R$ 2,8295.

Gostou? Compartilhe