Cesta básica de Passo Fundo registra alta de 2,80% em junho

O valor da cesta cresceu 11,73% no último ano

Por
· 1 min de leitura
O tomate está entre os produtos que tiveram queda nos preços (Foto: Sven Scheuermeier/Unsplash))

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O valor dos produtos que compõem a cesta básica de uma família típica passo-fundense apresentou alta de 2,80% no mês de junho de 2020, quando comparado com os preços médios praticados em maio deste ano. Os dados são da pesquisa do Centro de Pesquisa e Extensão da Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis da Universidade de Passo Fundo (Cepeac/UPF)

Em maio foram necessários R$ 942,64 para a aquisição da cesta, ao passo que em junho o custo foi de R$969,13, o que representa uma alta de R$ 26,49 por cesta. Se comparada anualmente, observa-se que a evolução do custo da cesta básica passo-fundense neste período apresentou uma alta de 11,73%, passando de R$867,40 em junho de 2019 para R$969,13 em junho de 2020, ou seja, uma alta de R$101,73.

A pesquisa mostra uma perda no poder de compra da população de maio a junho. "Uma família típica necessitava em maio de 2020 de 0,90 salários mínimos para adquirir a cesta de produtos básicos. No mês de junho de 2020, a mesma cesta custa 0,93 salários mínimos" relata o estudo.

Dos produtos pesquisados, nota-se também que aqueles que acumularam maiores altas de preços no mês foram: frango, biscoito e absorvente, com preços majorados em 28,53%, 28,37% e 23,93%, respectivamente. Por outro lado, os produtos com maior queda foram: tomate, batata-inglesa e cenoura, com preços reduzidos em 30,22%, 21,11% e 15,42%, respectivamente. Dos 42 produtos que compõem a cesta básica passofundense, mais da metade sofreram aumento de preços, enquanto 16 tiveram seus preços reduzidos. Na cesta de alimentação, dos 31 produtos, 18 tiveram aumento de preços e 12 apresentaram redução de preços

A cesta de produtos básicos é composta apenas por produtos do grupo alimentação, higiene pessoal e limpeza doméstica.

A pesquisa completa pode ser acessada aqui.

Com informações da Assessoria de Imprensa - UPF

Gostou? Compartilhe