Em duas semanas, comércio registra alta de 26,5% nas vendas

Temperaturas negativas aqueceram o índice de compras

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

 Os índices negativos registrados nos termômetros, nas duas últimas semanas, aqueceram o comércio de Passo Fundo. Em pouco mais de 15 dias, as vendas no varejo cresceram, em média, 26,5% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Entre os últimos dias de junho e o começo do mês de julho, a busca por eletrodomésticos, como estufas e ar condicionado; peças de confecção e calçados animaram os lojistas passo-fundenses. “O comércio esteve sentindo falta do frio”, afirma o Conselheiro Fiscal da Câmara dos Dirigentes Lojoistas (CDL) de Passo Fundo, Ary Rabello. De acordo com ele, antes das primeiras quedas de temperatura, o volume de vendas preocupava os comerciantes da cidade. “Estávamos negativos”, revela, referindo-se aos indicadores comerciais.  

Gostou? Compartilhe