FGTS: CEF terá atendimento exclusivo neste sábado

As cinco agências da Caixa Econômica Federal de Passo Fundo terão atendimento diferenciado neste sábado (14)

Por
· 1 min de leitura
Crédito:

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

As cinco agências da Caixa Econômica Federal de Passo Fundo terão atendimento diferenciado neste sábado (14), para pagamento automático de até R$ 500 reais do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Neste primeiro lote, o saque pode ser realizado por correntistas do banco que possuem Conta Poupança, nascidos entre os meses de janeiro a abril. O atendimento será das 9h às 15h, exclusivamente para pagamento do FGTS. Além disso, caso o cliente opte por não retirar o benefício, haverá auxílio para apresentar a justificativa.

 

De acordo com o Superintendente regional da Caixa Econômica Federal do norte gaúcho, Paulo Cesar de Lima “a avaliação de fluxo de atendimento nas agências, durante a sexta-feira (13), esteve dentro da normalidade, com maior movimento de trabalhadores em busca do saque na parte da tarde". O número de trabalhadores que possuem direito de retirar o benefício do FGTS é de 96 milhões a nível nacional, e 6,1 milhões a nível Estadual, informa o Superintendente. Os clientes sem a posse do cartão Cidadão, devem procurar uma agência da Caixa, que funcionará em horário estendido para atendimento dos beneficiários.

 

Para quem possui cartão Cidadão e senha, o saque poderá ser feito nos terminais de autoatendimento ou em unidades lotéricas, nesta última, com limite de saque de até R$100 reais. O pagamento vai até 31 de março de 2020. Segunda-feira (16) e terça-feira (17) as agências da Caixa seguem com o horário ampliado e antecipado a partir das 8 horas da manhã, exclusivo para saque do FGTS.

 

Gostou? Compartilhe