Banco Central lança cédula de 200 reais

A nova nota tem a imagem do lobo-guará

Por
· 1 min de leitura
O lobo-guará está na categoria vulnerável em relação à elevada ameaça de extinção (Imagem: Divulgação/Banco Central)O lobo-guará está na categoria vulnerável em relação à elevada ameaça de extinção (Imagem: Divulgação/Banco Central)
O lobo-guará está na categoria vulnerável em relação à elevada ameaça de extinção (Imagem: Divulgação/Banco Central)
Você prefere ouvir essa matéria?

A nota de R$ 200,00, com a imagem do lobo-guará, foi lançada nesta quarta-feira (02) pelo Banco Central (BC) em transmissão ao vivo. A cerimônia contou com a presença do presidente do BC, Roberto Campos Neto. Ele destacou os motivos para a criação da nova cédula. “É uma resposta do Banco Central a mudanças provocadas pela atual pandemia de Covid19”, disse o presidente do BC. A crise causou um aumento da demanda por dinheiro em espécie. O valor é legal a partir de hoje e a cédula entra em circulação a medida que houve demanda, de acordo com Campos Neto.

O BC também divulgou imagens da nova cédula (Foto: Divulgação/Banco Central)

O projeto da cédula foi desenvolvido em conjunto pelo BC e a Casa da Moeda do Brasil. A diretora de Administração, Carolina de Assis Barros, descreveu a cédula e seus elementos de segurança, como a marca d’água, o alto relevo e o número que muda de cor. A cédula tem o mesmo tamanho que a nota de R$ 20,00. A diretora destacou que sejam conferidos no mínimo três elementos de segurança ao receber uma cédula. A nota também tem elementos de acessibilidade que a diferenciam das outras notas, como três linhas de marca tátil.

Esta é a sétima cédula da família de notas do Real. Serão produzidas neste ano 450 milhões de unidades da nova nota. O custo da produção é de R$325 milhões de reais por milheiro de cédulas.

Lobo-guará

Escolhido para estampar a nota, em pesquisa realizada em 2001, o lobo-guará está na categoria vulnerável em relação à elevada ameaça de extinção. Segundo os biólogos, o animal precisa ser reconhecido, cada vez mais, pelos benefícios que pode trazer para o setor produtivo rural, valor ainda pouco contabilizado. 

Projetos colocados em prática com o lobo-guará mostram que é possível a convivência adequada entre preservação e agroindústria. Conscientização e ações equilibradas fazem bem para as plantações, para o animal a para os negócios.

Com informações da Agência Brasil | Notícia atualizada às 14h18

Gostou? Compartilhe