Balanço Energético do RS será apresentado

O documento divulga toda a contabilidade relativa à oferta e ao consumo de energia no estado

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Secretaria de Minas e Energia, em parceria com a Fiergs, lança, nesta terça-feira (1º), às 19h, o Balanço Energético do Rio Grande do Sul (BERS).

O documento divulga, através de extensa pesquisa, toda a contabilidade relativa à oferta e ao consumo de energia no estado, contemplando atividades e operações ligadas à exploração e produção de recursos energéticos primários, à conversão em formas secundárias, às contas de importação e exportação, à distribuição e ao uso final da energia.

O balanço é também de fundamental importância para as atividades de planejamento e acompanhamento do setor energético gaúcho e reúne, em um único documento, as séries históricas das diversas operações ligadas à oferta e demanda dos diferentes energéticos, além de informações sobre reservas, capacidades instaladas e importantes dados do estado, obtidos junto às empresas, órgãos, instituições e entidades setoriais.

O Balanço Energético é elaborado e divulgado anualmente, sendo uma das principais fontes de informação e pesquisa de dados estatísticos e energéticos referentes ao RS. Atendendo à determinação da Secretaria de Minas e Energia – SME, a Diretoria de Planejamento e Projetos Especiais do Grupo CEEE é responsável pela elaboração do anuário.

O BERS 2015 mantém a qualidade técnica dos trabalhos anteriormente realizados e adota a metodologia internacional, também empregada no Balanço Energético Nacional – BEN. Faz uso de uma linguagem agradável, com o emprego de gráficos, tabelas e outros recursos, e procura atender o interesse dos técnicos do setor e de outros segmentos, ampliando assim o público a qual se destina.

Fonte: Governo do Estado

Gostou? Compartilhe