Cotrijal começa a organizar a 22ª Expodireto

Reunião com o governador tratou dos protocolos sanitários para a realização da Feira

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/ON Divulgação/ON
Divulgação/ON
Você prefere ouvir essa matéria?

Cotrijal deu importante passo na quarta-feira, (28), em preparação à próxima edição da Expodireto, marcada para 1º a 5 de março de 2021. Os presidentes da Cotrijal, Nei César Manica, e da Assembleia Legislativa, Ernani Polo, reuniram-se com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, para tratar dos protocolos sanitários para a realização do evento.

Com a sinalização positiva do governador, a Cotrijal elaborará uma série de protocolos com regras de segurança, a fim de preservar a saúde de expositores, visitantes e trabalhadores que circularem pelo parque. Posteriormente, as sugestões serão apresentadas à Secretaria Estadual da Saúde e Comitê de Dados para eventuais ajustes e adaptações nas regras a serem observadas.

Temos que começar a desenvolver os protocolos de como seria o evento presencial para informar aos expositores e demais parceiros. Por ser um evento em ambiente aberto, já temos regras, como não ter almoço e bebidas alcoólicas nos estandes e não ter shows”, avaliou Nei César Manica.

Esperamos que a próxima edição da Expodireto aconteça, pelo que a feira representa para o Agro. Que possamos ter a retomada dos grandes eventos no Estado com a Expodireto, respeitando todos os protocolos e regras que serão definidos pelas autoridades”, afirmou o presidente da Assembleia, Ernani Polo.

Ainda sobre a programação, o presidente da Cotrijal disse que por enquanto se trabalha a possibilidade de um formato híbrido, com parte das atividades acontecendo de forma virtual.

Trevo de acesso

Outro tema abordado durante a reunião com o governador foi a construção de um trevo de acesso à Unidade de Beneficiamento de Sementes e ao Centro de Distribuição da Cotrijal, na RS 142.

O pedido, que já fazia parte do projeto inicial de revitalização da rodovia, deve ser executado. “O governador demonstrou interesse pelo projeto e sinalizou de forma positiva com a demanda. Com a proximidade da nova safra e principalmente com o fluxo de veículos, o local necessita dessa obra”, pontuou o presidente.

Gostou? Compartilhe