Cesta básica passo-fundense apresenta alta de 2,27% em novembro

A evolução anual do custo da cesta básica apresentou uma alta de 24,18%

Por
· 1 min de leitura
Nove dos dez produtos com maior alta fazem parte do grupo da alimentação (Foto: Hanyue Tan / Unsplash)Nove dos dez produtos com maior alta fazem parte do grupo da alimentação (Foto: Hanyue Tan / Unsplash)
Nove dos dez produtos com maior alta fazem parte do grupo da alimentação (Foto: Hanyue Tan / Unsplash)
Você prefere ouvir essa matéria?

No mês de novembro, verificou-se que o valor dos produtos que compõem a cesta básica de uma família típica passo-fundense apresentou uma alta de 2,27% quando comparado com os preços médios praticados no mês de outubro. A informação integra o relatório mensal do custo da cesta básica do município, divulgado pelo Centro de Pesquisa e Extensão (Cepeac) da Universidade de Passo Fundo (UPF).

Em outubro deste ano eram necessários R$1060,34 para a aquisição da cesta, ao passo que, em novembro, o custo foi de R$1084,41, o que representa uma alta de R$24,07 por cesta. Dos produtos pesquisados, entre os dez itens que obtiveram maior alta de preços, nove são pertencentes ao grupo da alimentação e um ao grupo da higiene pessoal. Já entre os dez itens que apresentaram maior queda em seus preços, cinco pertencem ao grupo de alimentação, três ao grupo de higiene pessoal e dois ao grupo de limpeza doméstica.

Observou-se que os produtos que acumularam maiores altas de preços no mês foram cenoura, batata-inglesa e margarina, com preços majorados em 10,08%, 8,59% e 7,89%, respectivamente. Ao passo que os produtos de maior queda foram lâmina de barbear, tomate e absorvente, com preços reduzidos em 25,34%, 19,97% e 16,91%, respectivamente.

A evolução anual do custo da cesta básica de Passo Fundo também apresentou uma alta de 24,18%, passando de R$873,26 em novembro de 2019 para R$1084,41 em novembro de 2020, ou seja, uma alta de R$211,15.

Gostou? Compartilhe