Produção têxtil cai 9% ao longo de 12 meses

Projeção é que 2020 seja encerrado com corte de 39 mil vagas

Por
· 1 min de leitura
Foto: CNI/José Paulo LacerdaFoto: CNI/José Paulo Lacerda
Foto: CNI/José Paulo Lacerda
Você prefere ouvir essa matéria?


A produção têxtil caiu 9%, ao longo dos 12 meses até outubro, de acordo com balanço divulgado hoje (17), pela Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit). Entre janeiro a outubro, a queda foi de 11,4%, na comparação com 2019.  

A importação de itens têxteis e confeccionados caiu 12,9% no mesmo intervalo de 12 meses. No mesmo período, o volume de exportação sofreu baixa de 7,4%. A importação de produtos de vestuário, por sua vez, foi a mais atingida pela crise causada pela pandemia do novo coronavírus, com diminuição de 26,3%.

Conforme menciona a entidade no relatório, a inflação do setor de vestuário caiu 1,7%, de janeiro até novembro deste ano. O índice geral foi de 3,13%.

Com a desaceleração da produção, houve encolhimento de postos de emprego no setor. No total, foram fechadas 35.150 vagas, de janeiro a outubro. A projeção é que este ano seja encerrado com um corte de 39 mil vagas. Para 2021, a perspectiva melhora, com recuperação da indústria têxtil e a criação de 18 mil postos de trabalho.


Gostou? Compartilhe