Apuração indica eleição histórica para mulheres na Câmara Municipal

Até a última divulgação 62,23% das seções foram contabilizadas

Por
· 1 min de leitura
A cidade teve 33,8% de candidatas mulheres (Foto: Lucas Marques/ON)A cidade teve 33,8% de candidatas mulheres (Foto: Lucas Marques/ON)
A cidade teve 33,8% de candidatas mulheres (Foto: Lucas Marques/ON)
Você prefere ouvir essa matéria?

Até a última divulgação do TSE, às 20h10, quatro mulheres figuravam na lista de vereadores mais votados em Passo Fundo. Professora Regina (PDT) é a terceira na lista geral. Além dela, Ada Cristina Munaretto (PL), Eva Valéria Lorenzato (PT) e Ingra Costa e Silva (PSOL) estão entre os primeiros 21 lugares.

O cenário indica uma mudança para Passo Fundo, que não conta com mulheres na legislatura atual. Nesta eleição aumentou o número de mulheres candidatas. Elas eram 33,5% dos candidatos em 2016 e representam 33,8% dos candidatos neste ano. Em cada partido deve ser respeitado o mínimo de 30% e o máximo de 70% para candidaturas de cada sexo, de acordo com a Lei nº 9.504/1997.

Até a última divulgação 62,23% das seções foram contabilizadas.

História

Desde o fim do Estado Novo, Passo Fundo teve apenas nove mulheres vereadoras. Uma delas foi a primeira vereadora de Passo Fundo, professora Olga Poleto. A última representante eleita na cidade foi Claudia Helena Paim Furlanetto (PCdoB), no mandato 2013-2016.

Notícia atualizada às 22h38 - A apuração indica quatro, não cinco mulheres entre as mais votadas.

Gostou? Compartilhe