Em ano atípico, uma abstenção impactante

Em Passo Fundo, não votaram 37.337 eleitores inscritos

Por
· 1 min de leitura
Foto: Arquivo/Agência BrasilFoto: Arquivo/Agência Brasil
Foto: Arquivo/Agência Brasil
Você prefere ouvir essa matéria?

Já estava previsto. A pandemia do novo coronavírus impactaria de forma significativa no comparecimento dos eleitores nas eleições municipais deste ano. Em grandes cidades, como São Paulo, chegou ao patamar de 30%. Passo Fundo também registrou um aumento relevante no índice de abstenção. Este ano chegou a 25,46%.

Dos 146.664 inscritos, compareceram 109.327 e não votaram 37.337. Mesmo que, ano a ano a abstenção aumente, em 2020 deu um salto maior. Em comparativo com eleições municipais anteriores, em 2016 não compareceram às urnas 16,1% dos inscritos, em 2012 14,13% e em 2008 13,04%. Numa sequência de eleição para eleição, em 2012 aumentou em 1%, em 2016 em 2% e, agora, em 9%.


O histórico do Legislativo: vereadores com a maior votação

2000- Jaime Debastiani: 3.163 

2004 – Dr. Basegio: 3.462

2008 - Jaime Debastiani: 3.444

2012 - Claudio Soldá: 3.024

2016 - Mateus Wesp: 2.710

2020 – Rodinei Candeia: 2.825

Gostou? Compartilhe