Perfil médio do vereador passo-fundense

Aumento da candidatura de mulheres e negros não se refletiu nas urnas

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Entre os 21 eleitos para a Câmara de Vereadores de Passo Fundo algumas características se repetem. A legislatura que assumirá as cadeiras a partir de janeiro de 2021 é majoritariamente branca, masculina e com mais de 40 anos.

Mesmo com o crescimento de candidaturas de mulheres e de negros, os números nã se refletiram nas urnas. Enquanto 33,8% dos candidatos eram mulheres, apenas 19% da Câmara será formada por vereadoras. A população negra (pretos + pardos) formava 15,75% das candidaturas, mas apenas um eleito se declarou pardo, Rodinei Candeia (PSL). Não foram eleitos indígenas.

Quanto a formação, 11 eleitos têm Superior Completo, três Superior Incompleto, cinco Ensino Médio completo, um tem Ensino Fundamental completo e um eleito tem Ensino Fundamental incompleto.

No campo ocupação, seis eleitos já se declararam como vereador. As ocupações “outros”, policial militar, professor de Ensino Fundamental e advogado foram declaradas por dois eleitos cada. A ocupação dos demais varia: Cabeleireiro e Barbeiro; Empresário; Aposentado (Exceto Servidor Público); Motorista de Veículos de Transporte Coletivo de Passageiros; Médico; Garçom; e Servidor Público Estadual. Entre as candidaturas, as ocupações mais comuns eram “outros” e empresários.

O partido com mais eleitos é o PTD, que terá quatro cadeiras na Câmara. O DEM, PSB e MDB elegeram dois vereadores cada. Os demais partidos, com um eleito cada são: PSL, PTB, PSC, PL, PT, PP, Solidariedade, PSD, PSDB, Cidadania e Republicanos. Sete vereadores foram reeleitos nestas Eleições.

Infografia: Bruna Scheifler/ON

Notícia atualizada às 17h19

Gostou? Compartilhe