MPRS deflagra operação pra investigar irregularidades nas eleições em Salto do Jacuí

Por
· 1 min de leitura
Foto: Divulgação/MPRSFoto: Divulgação/MPRS
Foto: Divulgação/MPRS
Você prefere ouvir essa matéria?

O Ministério Público do Rio Grande do Sul, por meio da Promotoria Eleitoral da 154ª Zona Eleitoral, com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do MP (Gaeco) e do 3º Batalhão de Polícia de Choque, deflagrou na manhã desta sexta-feira, 04 de dezembro, a Operação Hybris, para investigar irregularidades nas eleições municipais em Salto do Jacuí. Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Eleitoral. Também houve a autuação de dois flagrantes por posse e porte ilegal de arma de fogo.

As buscas, conforme o promotor Eleitoral Eduardo Augusto Pohlmann, destinaram-se a apreender documentos, mídias e objetos relacionados à investigação sobre possível abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio, ocorridos nas eleições municipais de 2020, envolvendo a campanha do prefeito eleito.

A operação envolveu mais de quarenta agentes e resultou na apreensão de material de campanha, celulares, notebooks, dinheiro, cheques e armas. Os objetos apreendidos serão analisados pelo MPRS e poderão servir de subsídio para o ajuizamento de ação eleitoral.


Gostou? Compartilhe