Gauchão: grandes x pequenos

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Todo o ano é a mesma coisa. A dupla contra os demais. A chance dos clubes do Interior é faturar o primeiro turno onde os dois grandes não devem jogar todas as partidas com os titulares, sem contar o fato de estarem vindo de uma puxada pré-temporada, ou seja, não totalmente em ritmo de jogo. Depois que embala, fica difícil acontecer algo de anormal. O Passo Fundo, por exemplo, iniciou aproveitando a oportunidade e mais importante, fora de casa. Por outro lado, pela tradição e investimentos feitos, o empate do Juventude e a derrota do Santa Cruz serviriam para "quebrar" todas as casas de apostas. Mas ainda tem muita água para rolar.

DIA DO “JOGO LIMPO”

Mais uma lei inócua. Em 14 de maio de 2012, Dilma Rousseff fez publicar no Diário Oficial da União, juntamente com o Ministro do Esporte, Aldo Rebelo, a Lei nº 12.638, instituindo o dia 15 de Janeiro como o “Dia Nacional do Jogo Limpo e de combate ao doping nos Esportes”.E daí? Você sabia? Qual a finalidade desta lei? Quais as ações concretas realizadas neste dia para chamar a atenção da sociedade para o doping no esporte? Se num país em que as leis são cumpridas já não tem fundamento fazer uma lei destas, imaginem no Brasil!!!!

ARENA X OLÍMPICO

Acho que o Grêmio deveria jogar todo o Campeonato Gaúcho no Olímpico e não apenas os dois primeiros jogos. Seria o tempo necessário para que a Arena tenha suas obras totalmente concluídas e o entorno do estádio possa receber as melhoras imprescindíveis para que o torcedor tenha menos transtorno em dias de jogos. Não fui contra à pressa de inauguração até mesmo porque já externei que seria justo Paulo Odone ser o presidente a entrar para a história. Uma vez que o Olímpico segue de pé, nada mais natural que as coisas sejam feitas sem atropelos.

CONTRATAÇÕES

Por mais que queira, o Grêmio não conseguirá mobilizar o torcedor apenas com a Arena, uma vez que os veteranos Dida (39 anos) e Cris (35) não juntam vinte torcedores na rodoviária, quanto mais no aeroporto. Menos mal que Souza acertou sua permanência. William José e os cinco juniores trazidos do Juventude não empolgam. No Inter, as novidades seguem sendo Dunga e Paulo Paixão, como se sozinhos eles possam resolver alguma coisa. Gabriel é incógnita, a renovação de Kleber não se justifica e Guiñazu fará falta. Ah, gosto de Vítor Júniore desconfio do Willians pelo seu passado violento. Para o Gauchão não muda nada, mas e depois?

LIBERTADORES MAIS CIVILIZADA

A Copa Libertadores da América deste ano terá uma novidade positiva na questão relativa à disciplina. Os jogadores que levarem três cartões amarelos na competição serão suspensos por uma partida, ao invés de receberem multas pecuniárias, que era o sistema que vigorava até o ano passado. Esta decisão certamente irá colocar um freio na violência e anti-jogo reinante até então. O sistema de multas beneficiava apenas as equipes de nível técnico inferior e que tinham como proposta, parar o adversário com faltas. Importante também o fato de que os cartões não serão zerados em nenhuma etapa da competição.

CURTINHAS...

1. O grande problema da vinda de Vargas para o Grêmio, é que se ele for bem, o Nápoli o leva de volta em julho. Se for mal, fica. Qual a vantagem?

2. Até o momento, Fábio Koff só tem enfrentado crise. Dentro e fora de campo. Nem de longe ele imaginava o que tinha pela frente.

3. Gabriel: repito o que escrevi quando foi contratado pelo Grêmio. Se quiser jogar é ótimo reforço. No Grêmio jogou-se nas cordas como já fez em outras equipes.

4. A confissão do ciclista Lance Armonstrong de que usou doping durante uma década sem ser pego nos exames, coloca todo o esporte de alto rendimento sob suspeita.

Gostou? Compartilhe