Ansiedade, erros e derrota

Com uma equipe apática, ontem à noite o Passo Fundo perdeu por 3 a 2 para o Santa Cruz e frustrou sua torcida no Vermelhão da Serra

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O Passo Fundo perdeu em casa. A ansiedade tomou conta da equipe que começou a errar. O Santa Cruz soube aproveitar a apatia coletiva que envolveu o time da casa e, em contra-ataques, entristeceu os torcedores passo-fundenses. A noite não era do Esporte Clube Passo Fundo. Não bastasse o péssimo resultado em casa, nos outros jogos da rodada o placar foi um carrasco. Azar, capricho dos astros ou destino, o Passo Fundo foi empurrado para lanterna do seu grupo. O próximo compromisso será no domingo, às 17 horas, com o esportivo em Bento Gonçalves.

Início equilibrado
O jogo começou com o Passo Fundo dando indícios de uma grande exibição. Mas o Santa Cruz não abaixou a guarda. Tentativas de parte a parte e aos 35 minutos o Passo Fundo balançou a rede. Diego Miranda cobrou o escanteio e o zagueiro Mário cabeceou com precisão: 1 x 0. Em seguida, Diego Miranda faz carnaval com antecipação de uma semana, e a torcida grita olé. Até parecia prenúncio de uma goleada. Parecia, mas aos 42 Elton empatou: 1 x 1. E assim terminou o primeiro tempo.

Poucos segundos
O Passo Fundo voltou para a segunda etapa com Chiquinho em campo. Mas foram necessários apenas 34 segundos para o Santa Cruz estragar os planos do time da casa, com um lindo gol de Charles, que entrou à vontade para colocar a bola no ângulo: santa Cruz 2 x1. Após um balde de água gelada no time e na torcida, a resposta foi quase que imediata. Aos 2 minutos Diego Miranda cruza da direita para João Paulo de cabeça igualar: 2 x 2. Aquilo que parecia uma reação transformou-se num pesadelo. Um choque entre Glauber e Charles determinou a substituição dos dois jogadores. Pior para o Passo Fundo, que já estava sem um zagueiro titular.

Erros e mais erros
Aos 18 minutos uma nova lesão e Jânderson substituído, acabando com a possibilidade de o técnico Ricardo Atollini mexer na equipe. Ansioso, o time do Passo Fundo errava muito. O Santa Cruz, ao contrário, ganhava autoridade e aos 26 minutos, após escanteio, Diego Teles marcou: Santa Cruz 3 x 2. Daria tempo para o empar e até virar. Faltou tranquilidade e o Passo Fundo fragilizou-se em campo, cometendo erros primários em chutes e passes. Aí começou o desespero. E o desespero multiplicou os erros. Final de jogo triste e o Santa Cruz, que ainda teve bola na trave, quase marcou o quarto.  Desespero que também marcou os seis minutos de acréscimo.

Destaque
Mesmo que apática, a equipe do Passo Fundo teve um destaque. Na escolha conjunta da Rádio Planalto e O Nacional, Xaro foi o escolhido.

 Passo Fundo 2 x 3 Santa Cruz

Passo Fundo: Bruno Grassi; Jeferson, Mário, Glauber (Bergamin) e Xaro; Jânderson (Marcus), Gil, Claiton (Chiquinho) e Henrique (Diego Miranda); João Paulo e Guto. Técnico Ricardo Atollini.
Santa Cruz: Fernando Vizzotto; João Neto, Marx Ferraz, Teda e Baroni; Diego Teles, Maurinho, Elton (Felipe) e Cleiton; William Saldanha (Gabriel) e Charles (Brasão). Técnico: Tonho Gil.
Gols: Mário e João Paulo (PF), Elton, Charles e Diego Telles (SC)
Arbitragem: Eleno Todeschini com Marcelo Barison e Alduino Mocelin.
Cartões amarelos para: Gil (PF), Barone, Saldanha, Charles, Elton e Gabriel (SC)
Local: Vermelhão da Serra

 

Gostou? Compartilhe