Passo Fundo Futsal define rumos

De acordo com o boletim médico sete jogadores permanecem em recuperação

Por
· 1 min de leitura
Attílio Gonçalves: atividades suspensas no CapinguíAttílio Gonçalves: atividades suspensas no Capinguí
Attílio Gonçalves: atividades suspensas no Capinguí
Você prefere ouvir essa matéria?

Após o trágico acidente com a delegação do Passo Fundo Futsal, na madrugada do último domingo, agora o clima de consternação dá espaço para a reabilitação no Ginásio Capinguí. A morte do jovem atleta Pablo Radaelli desestruturou o grupo. Sete atletas, quatro integrantes da comissão técnica e dois conselheiros sofreram lesões no acidente. Na terça-feira, as atenções estavam voltadas para um boletim médico e uma reunião para avaliar o futuro. De acordo com o presidente Attílio Gonçalves “todas as atividades esportivas estão suspensas no Capinguí, inclusive das categorias de base. Por 15 dias a equipe não terá nenhum jogo”. Porém, diante das condições físicas e psicológicas do elenco, Attílio quer tentar o adiamento de mais jogos junto à Liga Gaúcho. Como alguns atletas necessitam um período de 20 a 30 dias parra recuperação, o presidente disse que “é possível que vamos a busca de reforços o mercado, além de aproveitar atletas do Sub-20”.

Sem previsão
No elenco o caso mais grave é o de Rafa Missio, com trauma na clavícula e lesão ligamentar na mão. O atleta deve realizar novos exames e pode passar por cirurgia. Ainda não há uma previsão de quando poderá retornar ao futsal.

Trinta dias
A previsão é de que os atletas Dilvo e Romarinho retornem ao trabalho em 30 dias. Dilvo, com lesões no braço, será submetido à cirurgia, enquanto Romarinho teve trauma na clavícula.

Quinze a vinte dias
Gabriel Bortolon tevê fratura na mão e para por 20 dias. Ceccatto, com lesões, escoriações e luxação, tem previsão inicial de retorno em 15 dias.

Dez dias
Gui Fávero e Levy, que sofreram escoriações, devem estar aptos em dez dias.

Sem ferimentos
Os atletas Ângelo, Brock, Farinha, Ribeirão, Túlio e Vini Diering não tiveram lesões e estão aptos fisicamente para retornar aos trabalhos.


Comissão e conselheiros
O roupeiro Sandi Vieira ainda não tem previsão de retorno. Ele sofreu lesões torácicas, mas não teve fraturas nos braços como fora divulgado anteriormente. O preparador de goleiros Kleber Oliveira, com trauma no joelho, ficará afastado por 15 dias. O preparador físico Fernando Matzenbacher teve escoriações e hematomas e ficará por 10 dias em repouso. O técnico Juninho teve trauma na clavícula e hematomas, mas já está em condições de trabalhar. Os conselheiros André Rodighiero, com hematomas, e Diego Di Domênico, com fratura de costela, também já foram liberados.

 

 

Gostou? Compartilhe