Inter é derrotado no Serra Dourada

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Inter e Goiás se enfrentaram neste domingo (25/08), no Serra Dourada, em embate da 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Disputado sob intenso calor, o duelo foi encerrado com placar de 2 a 1 para os donos da casa, gols de Rafael Vaz e Michael, enquanto Parede marcou para o Colorado. Momentaneamente 7º colocado na tabela, o Clube do Povo realizará as próximas duas partidas do Brasileirão no Beira-Rio, contra Botafogo, no próximo sábado (31/08), e São Paulo, no dia 7 de setembro.

Os primeiros movimentos do confronto, iniciado às 16h, estiveram tão intensos quanto o sol, que motivou os termômetros a superarem a casa dos 30ºC. Antes mesmo de serem completados 60 segundos de bola rolando, o Inter já chegava à meta adversário com perigo, em finalização de Bruno Silva. O Colorado seguiu no mesmo ritmo, e foi recompensado aos 11, em gol de Guilherme Parede. Na origem do tento vermelho, o atleta Léo Sena, do Goiás, agrediu Rithely, e por isso foi expulso, com auxílio do VAR.

Atrás no marcador e em desvantagem numérica dentro do campo, a equipe da casa não teve alternativa se não apostar nas bolas alçadas à área de Marcelo Lomba, quase sempre mal sucedidas. O desenrolar da etapa inicial ainda impôs a Odair a necessidade de promover duas alterações por motivos físicos, que mudaram a disposição tática do Colorado em campo, mas não a supremacia nas ações. Aos 50, o árbitro Marielson Silva apitou dando início ao intervalo, fechando o primeiro tempo.

Os últimos 45 minutos apresentaram uma equipe da casa ainda mais ofensiva, pressionando desde o primeiro instante. Assim, os goianos conseguiram levar perigo ao gol colorado, embora, também, tenham dado espaço às investidas do Inter em contra-ataques. Minutos após Emerson Santos exigir milagre de Tadeu, Michael empatou. Na sequência, o Clube do Povo acumulou oportunidades, que esbarraram na grande tarde do arqueiro esmeraldino. Já no apagar das luzes, aos 50, Rafael Vaz marcou, dando números finais ao duelo.

 

 

 

Gostou? Compartilhe