Vale vaga na fase de grupos da Libertadores

Internacional faz jogo de volta com o Tolima no Beira-Rio

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?
Inter e Tolima se enfrentam nesta quarta-feira, 26, às 21h30, no Estádio Beira-Rio. A partida vale vaga na fase de grupos da Copa Libertadores. É decisão no duelo de volta diante do Tolima da Colômbia, pela terceira fase preliminar do torneio continental. Após empatar no jogo de ida, agora o Inter necessita vencer para garantir a vaga. A equipe treinada por Eduardo Coudet abriu a semana de duelo decisivo contra os colombianos com um treino bastante movimentado na manhã de segunda-feira, 24. A atividade foi realizada com portões fechados no CT do Parque Gigante. Campanha colorada O Inter vai para o seu quarto jogo na Libertadores. Depois de eliminar a Universidad de Chile com um empate e uma vitória, o Colorado empatou sem gols com o Tolima em Ibagué, no duelo de ida, e agora precisa vencer para alcançar a fase de grupos da competição sul-americana. O time alvirrubro ainda não sofreu gols no torneio, além de ser vazado somente uma vez nos últimos seis jogos. Análise Após o treino da manhã de segunda-feira, o meio-campista Edenilson concedeu entrevista coletiva e projetou o duelo decisivo diante dos colombianos. “A equipe deles marcou bem lá e dificultou muito o nosso jogo. Não conseguimos encontrar espaços e atacar. Espero que em casa a gente consiga jogar e fazer os gols . O torcedor sempre quer ver o time bem e vencendo. Nós também. Trabalhamos para isso, inclusive. Foram nove jogos na temporada e só perdemos um. Claro que foi o clássico (Gre-Nal), que é o mais dolorido. Mas só perdemos um, apesar de ser só o início do trabalho. Nós, aqui dentro, precisamos ter tranquilidade para trabalhar e melhorar”. Edenilson entende que “a continuidade do trabalho vai ajudar”. Sobre o meio de campo, disse que agora é um novo método de trabalho. “Aquele meio-campo que a gente tinha foi modificado pelo professor. Não dá para se basear pelo ano passado porque mudou a forma de jogar e os jogadores. Mas a gente sabe que pode melhorar e que podemos fazer as funções que ele está pedindo”.
Gostou? Compartilhe