Segundona poderá iniciar em setembro

Reunião por videoconferência com a FGF teve a participação de representantes de 14 clubes

Por
· 1 min de leitura
Videoconferência: presidente Ghion Júnior representou o Gaúcho (Arquivo Pessoal)Videoconferência: presidente Ghion Júnior representou o Gaúcho (Arquivo Pessoal)
Videoconferência: presidente Ghion Júnior representou o Gaúcho (Arquivo Pessoal)
Você prefere ouvir essa matéria?

Os acertos sobre o futebol na pandemia ainda seguem em banho-maria. Aos poucos, a Federação Gaúcha de Futebol vai acenando com a possibilidade de retorno das principais competições. Os primeiros estudos foram sobre o Gauchão e a Divisão de Acesso, com expectativa de reinício em agosto. Já para o começo da Segunda Divisão as tratativas iniciaram depois. Na terça-feira, 23, a FGF realizou uma reunião por meio de videoconferência com o propósito de debater acerca da competição. Dos 15 clubes inicialmente inscritos, 14 participaram e o TAC de Três Passos já teria desistido da competição. A primeira decisão do encontro foi de que o início da Segundona Gaúcha permanece suspenso, com possibilidade de ocorrer em setembro.

Três grupos e sem público

No encontro, coordenado pelo presidente da Federação, Luciano Hocsman, o Sport Clube Gaúcho de Passo Fundo esteve representado pelo presidente Augusto Ricardo Ghion Júnior. A proposta apresentada pela FGF contempla uma competição regionalizada, com três grupos de cinco ou quatro equipes. “Os clubes têm até a próxima terça-feira (30) para confirmar a participação e aceitar jogar sem a presença de público”, explicou Guto Ghion. A videoconferência indicou que é grande a possibilidade de todos participarem. “Depois da confirmação dos clubes, a Federação detalhará os grupos e o calendário de jogos, o que será apresentado em uma nova reunião ainda sem data marcada”, completou o presidente do Gaúcho.

Com profissionais e valendo vagas

A proposta da utilização somente de atletas amadores, apresentada por alguns clubes, foi rechaçada pelo presidente da Federação para preservar o espaço dos profissionais, permanecendo o mesmo regulamento. “Terá o mesmo formato, subindo os dois primeiros para o Acesso”, confirmou Guto. Já a segunda competição do ano, a conhecida Copinha, continua suspensa por enquanto. E também permanecem dúvidas sobre as demais competições, pois qualquer decisão ainda deve passar pelo crivo dos governos estadual e municipais.

Exigências e protocolos

Em meio às indecisões, o tempo é de espera e planejamento. “O Gaúcho vem mantendo diálogo constante com a Federação. Se a decisão for pelo início do campeonato, o Gaúcho vai voltar a campo e disputar. Tudo isso, é claro, respeitando todas as exigências sanitárias, tão importantes nessa época. Para viabilizarmos o futebol, antes teremos que nos adaptar e implantar todos os protocolos de segurança necessários”, concluiu Ghion Júnior. Mas, antes disso, os clubes têm até a próxima terça-feira para confirmar participação. Depois será conhecido o calendário que, dependerá de um sinal verde das autoridades sanitárias.

Gostou? Compartilhe