Advogado do Gaúcho recorre ao Pleno do TJD

Pedido de efeito suspensivo deve adiar as semifinais

Escrito por
,
em
Alexandre Marques Borba defende o Gaúcho

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Na terça-feira, 17/07, a Segunda Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do RS condenou o Sport Clube Gaúcho à pena de exclusão do Campeonato Gaúcho da Segunda Divisão – 2018. A decisão unânime, atendeu à denúncia oferecida pela Procuradoria de Justiça Desportiva, de acordo com a notícia de infração disciplinar apresentada pelo Sport Club Rio Grande. O Gaúcho também foi multado em R$ 100,00. A reclamação é devido à suposta irregularidade na inscrição do atleta Tauan de Quadros que tinha vínculo não profissional. Como o atleta completou 21 anos em 26 de junho, o contrato amador encerrou e haveria necessidade de um novo contrato.

 

Urgência
Na quarta-feira, o advogado que defende o Gaúcho na Justiça Desportiva, Alexandre Marques Borba, trabalhava na elaboração do recurso ao Pleno do TJD. Assim, um novo julgamento deverá ocorrer, desta vez em uma nova instância, uma reunião do Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva. Diante da urgência do caso, Alexandre Borba acredita que poderá ser marcada uma sessão extraordinária para apreciar o recurso. “Também pedimos o efeito suspensivo da pena até que ocorra um novo julgamento”, completou. Esse pleito é para evitar que sejam disputadas as duas partidas semifinais entre Rio Grande e São Borja. Inicialmente, a Federação marcou as partidas para dois domingos, 22 e 29 de julho. De acordo com o advogado, a intensão era apresentar o recurso ainda ontem, quarta-feira. O Gaúcho, que tem a melhor campanha da competição, chegou invicto às semifinais que disputaria diante do São Borja. Na sexta-feira, 13/07, o presidente do Gaúcho, Gilmar Rosso, declarou que não iria recorrer da decisão. Nos últimos dias não conseguimos falar com o dirigente.

Gostou? Compartilhe