Direção surpreende e demite comissão técnica

Fabiano Borba deverá ser apresentado como novo treinador

Escrito por
,
em
Apresentação: Ronaldo Bonfante e Paulo Faccio

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Nem sempre os números acompanham a realidade. Ou vice-versa. Na terça-feira, a nova direção do Sport Clube Gaúcho comunicou aos integrantes da comissão técnica que estavam dispensados. O grupo era liderado pelo técnico Gelson Conte, o auxiliar Jeferson Câmara, o preparador físico Marco Aurélio Silva e o preparador de goleiros Douglas Luiz. Na temporada, o time que comandavam está invicto. Em dez jogos pelo Campeonato Gaúcho da Segunda Divisão, teve o melhor desempenho de todas as equipes. Entre a fase classificatória e as quartas de final, em dez jogos, teve seis vitórias, quatro empates e nenhuma derrota. O time marcou 21 e sofreu apenas cinco gols. Além disso, demonstrou indiscutível superioridade em relação aos adversários, recebendo elogios pelas posturas técnica e tática. Além disso, o bom condicionamento físico ficava claro nas segundas etapas.

 

Surpresos
O ex-técnico Gelson Conte não escondeu sua decepção com a dispensa. “Fiquei muito chateado, principalmente pela nossa campanha. Havia uma satisfação no brilho do olho do torcedor. Fizemos um bom trabalho, mas, infelizmente, um erro administrativo acabou com tudo. Agora é vida que segue”. Gelson também contou que nos últimos dias havia recusado duas propostas: uma do Marcílio Dias de Itajaí e a outra de um clube do Espírito Santo. “Tinha dado minha palavra aqui”, disse. O preparado físico, professor Marco Aurélio, também não esperava pela decisão. Até usou algumas expressões utilizadas por Gelson como “vida que segue”. Contou que “a gente não esperava, já tinha um planejamento. Estava tudo certo e até estava calculando os dias de pré-temporada e as atividades”, explicou.

 

Fabiano Borba deve assumir o Gaúcho

A nova diretoria do Gaúcho já tem um nome para assumir o time. É Fabiano Borba, 41 anos, natural de Porto Alegre, que estava no Tupi de Crissiumal durante a Divisão de Acesso deste ano. Fabiano, que já treinou o Aimoré e o Tocantinense, deverá se apresentar na quinta ou sexta-feira. "Estava em dúvida, pois pretendia dar um tempo e fazer um curso na Europa", disse, falando sobre um estágio de 45 dias que havia programado. Porém, já estaria tratando de cancelar a viagem. "A cidade e o clube são fatores que pesaram nessa decisão", confirmou na terça-feira à tarde.

 

 

Diretor de futebol e gerente administrativo

Na terça-feira à tarde, no auditório do Sest Senat, o grupo de atletas do Gaúcho foi apresentado ao novo diretor de futebol. É Paulo Faccio, que ficou conhecido como Mário Tito, na época em que atuava como zagueiro do Gaúcho. O clube passa por uma reformulação administrativa. Na semana passada foi informado o afastamento de Gilmar Rosso, ex-presidente que, agora, é diretor de patrimônio. Assim, o Gaúcho é presidido temporariamente por Luciano Azevedo, Erasmo Battistella e Augusto Ghion Júnior. Na área administrativa o clube também tem novidade com a criação do cargo de gerente administrativo. A função foi entregue a Ronaldo Bonfante. Graduado e pós-graduado em Educação Física, ele traz a experiência como analista de lazer do Sesi por mais de 24 anos.

 

Reforços
Logo após o primeiro contato dos novos dirigentes com o elenco, começou a consolidação do grupo para disputar a Copinha, a Copa Wianey Carlet. O grupo vem de uma estrutura que tem como base a parceria com a RG Sports, através do empresário Rogério Garcia. A renovação dos contratos iniciou ainda ontem. Após a eliminação da Segundona no TJD, alguns atletas aceitaram propostas de outras equipes. Mas, mesmo assim, estima-se que 90% do grupo renove com o Gaúcho. Rogério também deverá acertar a contratação de, no mínimo, dois reforços. O grupo para a Copinha deverá ter entre 25 e 28 atletas.

Gostou? Compartilhe